AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

Notícias


Categorias

Uberlândia é a 3ª cidade do Brasil com mais conexões fotovoltaicas

Destaque foi tema do ‘Super’, evento realizado pela Prefeitura de Uberlândia para difundir a eficiência energética

Publicado em: 04/05/2018 16:24:25

Após ser listada como uma das cem cidades mais verdes do mundo em uma pesquisa global divulgada pela Carbon Disclosure Project (CDP), Uberlândia continua atingindo resultados importantes no que se refere à diversificação de fontes de energia renováveis neste ano. O segundo maior município de Minas Gerais alcançou a 3ª posição dentre as cidades do Brasil com o maior número de ligações de energia fotovoltaicas (solar), com 460 unidades consumidoras, segundo último levantamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O resultado foi discutido nesta semana durante a realização das atividades da primeira edição do Sustentabilidade Urbana pelas Energias Renováveis (Super). O evento, realizado pela Prefeitura de Uberlândia e parceiros com o objetivo de debater a eficiência energética, contou com as palestras do especialista em regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) Daniel Vieira e do presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), Carlos Evangelista.

Pelos dados da Aneel, atualmente, Uberlândia só perde em número de sistemas para o Rio de Janeiro, com 823 ligações, e para Campinas (SP), com 609 conexões. Entretanto, a cidade assume a primeira posição nacional quando se trata daquele com mais distribuição da geração. Isso porque, ao gerar 3,36 mil kW de energia no total, a potência média por unidade consumidora chega a 7,31 kW, sendo a menor do Brasil. O que significa que o perfil do consumidor de energia fotovoltaica na cidade está disseminado e voltado para residências e pequenos comércios.

“Uberlândia tem parâmetros estatísticos como uma cidade evoluída em muitos setores, mas poucos sabem que estamos na vanguarda de adoção da energia fotovoltaica. Um exemplo é que o primeiro projeto oficial homologado nesse segmento foi feito aqui. É um setor que, além de garantir a diversidade de fontes de energia, também contribui para a geração de emprego e renda. Nosso potencial é enorme, pois temos infraestrutura, recursos naturais e a vontade desafiadora do uberlandense empreendedor e de uma cidade que pensa no futuro”, explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Dilson Dalpiaz.

Potencial e mercado

O especialista em regulamentação da Aneel, Daniel Vieira, em sua palestra durante o ‘Super’, ressaltou o dados positivos de Uberlândia na área fotovoltaica. Segundo ele, os indicadores da cidade por si só chegam a superar, por exemplo, estados como Amazonas, Acre, Rondônia e o próprio Distrito Federal, que são unidades federativas que contam com média de 100 sistemas do tipo. “É um mercado que está se consolidando e vai para frente. No Brasil, são mais de 27 mil conexões que geram a própria energia. Antes de 2012 existiam apenas 14 conexões. É um setor que está crescendo muito rápido”, explicou o especialista em regulamentação, Daniel Vieira.

O presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), Carlos Evangelista, que ministrou conteúdo voltado para as inovações e mercado de energias sustentáveis, também pontuou o destaque de Uberlândia. “Uberlândia se encontra em uma região privilegiada pela insolação. Somando isso ao empreendedorismo que existe na cidade, a projeção é que esse mercado só cresça. Ganha o empresariado local e também o meio ambiente, já que cada vez mais se passa a priorizar fontes de energia sustentáveis”, disse Evangelista.

Município engajado

Sabendo da importância da questão da energia para garantir desenvolvimento sustentável, a Prefeitura de Uberlândia tem trabalhado para garantir que a população tenha acesso às diversas fontes renováveis. Prova disso é que ações e delineação de políticas públicas relacionadas ao tema são um dos objetivos principais da Coordenadoria de Cidade Inteligente e Humana, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (Sedeit).

Para se ter ideia, um exemplo do compromisso da administração municipal, além da promoção de eventos relacionados ao tema, é o acordo bilateral assinado pelo Município de Uberlândia e o governo do Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales) em janeiro de 2018. No termo de cooperação, que é o primeiro assinado pela nação britânica com uma cidade mineira, estabeleceu-se que um dos três pilares principais de atuação conjunta seria no âmbito de energias renováveis. Assim, será possível que poder público e sociedade civil de ambos os locais desenvolvam soluções na área.

Destaque internacional

Em pesquisa divulgada recentemente pelo Carbon Disclosure Project (CDP) e que foi difundida pela agência de notícias Bloomberg, Uberlândia se destacou como uma das cem cidades mais verdes do mundo. O levantamento da entidade - que opera um sistema global de divulgação para que investidores, empresas e poderes públicos gerenciem seus impactos ambientais–relacionou, dentre os 570 municípios considerados globais no planeta, aqueles que já usam 70% ou mais de fontes renováveis (hidro, eólica, solar e biomassa) para prover eletricidade à população.

Ranking de energia fotovoltaica do Brasil:

Número de ligações (unidades consumidoras)

- Rio de Janeiro – 823
- Campinas – 609
- Uberlândia – 460

Distribuição por potência média de conexão
- Uberlândia – 3.361,92 kW totais gerados/460 ligações = 7,31 kW por conexão
- Rio de Janeiro – 8.644,97 kW totais gerados/823 ligações = 7,41 kW por conexão

Fonte: Aneel (atualizado em 30/04/2018) - http://www2.aneel.gov.br/scg/gd/GD_Estadual.asp

SECOM

Compartilhe:

Prefeitura de Uberlândia

AV. ANSELMO ALVES DOS SANTOS, 600 - SANTA MÔNICA - CEP: 38408-150 - Serviço de Informação Municipal (SIM): (34) 3239-2800 / PABX: (34) 3239-2444

Atendimento ao público: Segunda à sexta-feira das 12h às 17h.