Notícias

Consulta pública da PPP da Iluminação termina dia 31

População pode contribuir com minuta do edital que vai permitir a modernização do serviço
24 de julho de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A população é parte importante no processo de modernização do setor de iluminação pública de Uberlândia. Para ampliar as possibilidades de participação de cada morador, a administração municipal colocou em consulta pública a proposta de edital que vai viabilizar o projeto por meio de Parceria Público-Privada (PPP). As informações sobre a PPP da Iluminação, com 22 anexos e três apêndices, ficam disponíveis até 31 de julho no site da Prefeitura de Uberlândia (Confira aqui).

“Queremos ouvir sugestões da população, que vai ser a beneficiária desse projeto. Abrir a concessão administrativa da iluminação pública não vai gerar custo extra algum para o nosso povo e ainda vai resultar em economia e mais eficiência para cidade”, explicou o prefeito Odelmo Leão, que, na última semana, abriu os trabalhos da audiência pública realizada junto à sociedade civil e empresariado com o intuito de tirar dúvidas e ouvir sugestões.

Economia e eficiência

proposta de licitação sinaliza a concessão administrativa para a prestação de serviços de iluminação pública pelo prazo de 20 anos e engloba diversas obrigações por parte da contratada, como o controle remoto da iluminação em pelo menos 23% (telegestão), iluminação de destaque em 12 espaços históricos, troca de aproximadamente 87 mil lâmpadas que estão instaladas em Uberlândia por modelos mais modernos e eficientes, ampliação do número de postes, expansão anual de 550 pontos de luz e melhoria da iluminação em locais de acessibilidade (como as rampas das calçadas), entre outras.

Saiba mais sobre a PPP da Iluminação Pública acessando a proposta na guia da Secretaria Municipal de Gestão Estratégica.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também