Notícias

Inverno exige cuidados especiais na prática de atividades físicas

Professor da Futel Robson Medeiros e médico Marcelo Sinício dão dicas para essa época do ano
19 de agosto de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A mudança de temperatura provocada pelo inverno exige uma série de cuidados que devem ser tomados por quem pratica atividades físicas. Isso porque, entre outros fatores, essa estação do ano faz com que a umidade relativa do ar caia gradativamente. Além disso, por conta das temperaturas mais baixas, muitas pessoas não se hidratam adequadamente.

Os professores da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) têm orientado seus alunos nas atividades de iniciação esportiva e de qualidade de vida sobre a importância desses cuidados extras. É essencial, no entanto, que as recomendações também sejam seguidas pelas pessoas que praticam atividades físicas ao ar livre por conta própria no Parque do Sabiá, local que oferece uma estrutura privilegiada para a prática de exercícios.

“Dentre as principais recomendações, estão: hidratar-se antes, durante e após o treino; preferir praticar exercícios ao ar livre no início da manhã (entre 6h e 9h) e no final da tarde (após as 17h); manter uma boa alimentação, com maior ingestão de líquidos e frutas ricas em água; vestir roupas adequadas e usar protetor solar mesmo que o tempo esteja nublado”, explicou o educador físico da Futel Robson Medeiros, que é especialista em treinamento esportivo e performance, além de ser mestre  e doutorando em Ciências da Saúde.

Atenção redobrada

Cuidados relacionados à umidade relativa do ar merecem atenção redobrada durante o inverno, já que nessa época do ano é muito comum a sensação de ar seco. Por conta disso, é indicado que se priorize os períodos entre 6h e 9h e após as 17h para a prática de exercícios físicos. “Também é importante que as pessoas fiquem atentas aos sinais do corpo, pois caso sintam falta de ar, dores ou cãibras, o ideal é que o exercício seja interrompido”, explicou Robson Medeiros.

Alguns grupos mais vulneráveis devem redobrar a atenção. É o caso dos idosos, crianças e gestantes, que são mais suscetíveis aos efeitos da variação de temperaturas e baixa umidade, assim como os hipertensos, diabéticos e pessoas com algum tipo de deficiência cardíaca ou respiratória. A recomendação básica é sempre procurar um médico antes de iniciar qualquer atividade física e sempre seguir as orientações dos educadores físicos na prática de exercícios.

“Especificamente em Uberlândia, o inverno não tem temperaturas muito baixas, mas temos um fator preocupante que é a baixa umidade. As pessoas devem ficar atentas à perda de líquidos e de calor corporal e se hidratar muito bem. Uma dica é sempre ficar atento à coloração da urina, já que quando ela está clara é um sinal de que a pessoa está bem hidratada”, destacou Marcelo Sinicio, médico da vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.

“Também devemos evitar usar roupas molhadas, mesmo que seja de suor, e a prática de exercícios quando a umidade relativa do ar estiver abaixo de 12%, o que ocorre em Uberlândia em alguns momentos do dia durante o inverno”, completou o médico.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Destaques

All articles loaded
No more articles to load

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load