Notícias

Simpósio e oficinas sobre doença falciforme são abertos nesta quarta-feira (21)

Palestra com Marcio Atalla e funcionários do Hemocentro reuniu mais de 200 participantes
21 de agosto de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com mais de 200 participantes, o Teatro Municipal sediou, na manhã desta quarta-feira (21), a abertura de uma oficina e um simpósio de Uberlândia e Triângulo Norte sobre a doença falciforme. O evento promovido pela Secretaria Municipal de Saúde é fruto de um convênio com o Ministério da Saúde. A programação segue até sexta-feira (23), com eventos também na Faculdade Pitágoras. Estiveram presentes profissionais da saúde, educadores, pacientes, familiares e representantes da Secretaria Municipal de Saúde, inclusive o secretário à frente da pasta, Gladstone Rodrigues da Cunha.

Alimentação, movimento, estresse e sono foram os pilares da palestra Nutrição para as pessoas com doença falciforme, ministrada pelo educador físico e especialista em qualidade de vida e saúde, Márcio Atalla. Abrindo a programação, o palestrante falou sobre qualidade de vida.

“Mais do que a nutrição, é necessário abordar o estilo de vida como um todo e as variáveis que respondem por quase 80% das doenças que acometem a população. No caso da doença falciforme, essas variáveis são ainda mais importantes. Acho fundamental capacitar os profissionais que atendem a população, pois é um passo muito importante para melhorar a qualidade de vida e saúde pública”, afirmou o palestrante.

A programação seguiu ao longo da manhã com palestras com os profissionais do Hemocentro, Paulo Henrique Ribeiro de Paiva, Liliana Rodrigues Ferreira e Sarah Carvalho de Miranda. Foram abordados a importância e o papel da atenção básica, saúde bucal e autocuidado para pessoas com doença falciforme.

A dona de casa Fabiana Alves é mãe de uma adolescente diagnosticada com a doença via Teste do Pezinho – realizado no quinto dia de nascimento. Ela participou satisfeita da abertura do evento, destacando a possibilidade de mais pessoas compreenderem e contribuírem no tratamento desses pacientes.

“É muito importante para nós, pacientes e mãe de pacientes, pois quando minha filha teve diagnóstico, não tínhamos uma base para expandir os conhecimentos. Por mais que os médicos expliquem, não é suficiente para nós que convivemos com uma doença degenerativa, séria e grave. Além de pacientes e familiares, esse evento é importante pois tem os profissionais de saúde. Então é conhecimento para todos”, disse.

Atenção municipal

Desde 2007, está em atividade a Rede de Atenção Integral, que atualmente atende 306 pacientes com doença falciforme. O acompanhamento é feito no Hemocentro, sendo acompanhado diariamente nas Unidades de Saúde mais próximas à residência do morador.

“A doença falciforme tem algumas características importantes que profissionais da saúde conheçam para o tratamento adequado, tanto humano quanto técnico. Esse evento visa basicamente trabalharmos essas questões em relação aos pacientes que chegam às nossas instalações, e fazemos o mesmo com as buscas ativas para verificarmos se os pacientes têm qualidade de vida adequada”, explicou a coordenadora das Redes Temáticas, Ione Aparecida Silva.
Programação

Com mais de 700 inscritos, o simpósio terá alguns convidados especiais de renome nacional. Às 14h30 de quinta-feira (22), no Teatro Municipal, haverá palestra com o médico Drauzio Varella. Na sexta-feira (23), no mesmo horário e lugar, é a vez dos participantes prestigiarem palestra sobre atendimento aos portadores da enfermidade com o psicólogo Criatiano Nabuco.

Confira a programação completa:

Quarta-feira (21 de agosto)

*Oficina Multiprofissional em Atenção às Pessoas com Doença Falciforme

Local: Teatro Municipal- Avenida Rondon Pacheco, 7070, bairro Tibery

08h30 – 09h30: Nutrição para as pessoas com doença falciforme – Márcio Atalla

09h30 – 10h10: Importância e papel da atenção básica na doença falciforme – Paulo Henrique Ribeiro de Paiva (Hemocentro Uberlândia)

10h10 – 10h50: Saúde bucal para as pessoas com doença falciforme – Liliana Rodrigues Ferreira (Hemocentro Uberlândia)

10h50 – 11h30: Autocuidado para as pessoas com doença falciforme – Sarah Carvalho de Miranda (Hemocentro Uberlândia)

11h30 – 12h: Debate (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Quarta-feira (21 de agosto)

*Oficina Multiprofissional em Atenção às Pessoas com Doença Falciforme

Local: Faculdade Pitágoras – Avenida dos Vinhedos, 1200, Morada da Colina

13h – 13h40: Estudo de caso

13h40 – 14h20: Apresentação do estudo de caso

14h20 – 15h: Debates

15h30 – 16h: Relato de familiar ou paciente

16h – 16h30: Aplicação de questionário

Quinta-feira (22 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Faculdade Pitágoras – Avenida dos Vinhedos, 1200, Morada da Colina

Sala 01

08h30 – 09h20: Doença Falciforme no Brasil – Paulo César Naoum

09h20 – 10h10: Mortalidade materna – Marcos Roberto Ymayo

10h10 – 11h: Doença falciforme antes e depois da hidroxiuréia – Mônica Veríssimo

11h – 11h50: Sendo uma pessoa com doença falciforme – O Autocuidado – Enfermeira Carmen Cunha Mello Rodrigues

11h50 – 12h30: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Quinta-feira (22 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Teatro Municipal- Avenida Rondon Pacheco, 7070, bairro Tibery

Sala 2

08h30 – 09h20: Aloimunização e complicações na doença falciforme –  Adilson Botelho Filho

09h20 – 10h10: Integralidade na atenção a saúde das pessoas com doença falciforme- Ana Luísa Dias

10:10 – 11:00: Cuidado com paciente em procedimentos cirúrgicos na doença falciforme –  Lino Lopes

11:00 – 11:50: Úlcera de perna (cuidado com feridas) – Flávia Karine Leal Lacerda

11:50 – 12:30: Debates (Mediadora – Mara Ramos de Oliveira)

Sala 03

13h30 – 14h: Apresentação cultural

14h – 14h30: Composição da mesa

14h30 – 15h30: Doença falciforme – Drauzio Varella

15h30 – 16h00: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Sexta-feira (23 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Faculdade Pitágoras – Avenida dos Vinhedos, 1200, Morada da Colina

Sala 1

08h30 – 09h20: Saúde bucal na doença falciforme – Marília Resende

09h20 – 10h10: Atendimento às pessoas com doença falciforme no Hemominas Uberlândia – Paulo Henrique Paiva

10h10 – 11h: Tratamento de Necrose Óssea e infecções na DF – Gildásio de Cerqueira Daltro

11h – 11h50: Bioética, Biodireito e a Anemia Falciforme – Gabriel Massote

11h50 – 12h30: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Sala 02

08h30 – 09h20: As Peculiaridades da Doença Falciforme no Olhar do Usuário – Maria Zenó  Soares da Silva  (Dreminas e Fenafal)

09h20 – 10h10: Racismo Institucional – João Carlos de Oliveira– Estes/Neab-UFU

10h10 – 11h: Cuidado Integral às Pessoas com Doença Falciforme- Hemominas Uberaba

11h – 11h50: Atuação da equipe da UBS no cuidado à pessoa com Doença Falciforme visando a prática do autocuidado ­– Aline Poliana Silva Batista

11h50 – 12h30: Debates (Mediadora – Mara Ramos de Oliveira)

Sexta-feira (23 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Teatro Municipal- Avenida Rondon Pacheco, 7070, bairro Tibery

Sala 3

13h30 – 14h: Apresentação Cultural

14h – 14h30: Composição da mesa

14h30 – 15h30: Atendimento para as Pessoas com Doença Falciforme – Cristiano Nabuco

15h30 – 16h: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

O quê: Oficina e Simpósio sobre Doença Falciforme

Onde: Teatro Municipal e Faculdade Pitágoras

Quando: 21 a 23 de agosto

Horário: das 8h30 às 17h

Público-alvo: Profissionais da saúde, da educação, estudantes, pessoas diagnosticadas com Doença Falciforme e familiares.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load