Notícias

Simpósio e oficinas sobre doença falciforme são abertos nesta quarta-feira (21)

Palestra com Marcio Atalla e funcionários do Hemocentro reuniu mais de 200 participantes
21 de agosto de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com mais de 200 participantes, o Teatro Municipal sediou, na manhã desta quarta-feira (21), a abertura de uma oficina e um simpósio de Uberlândia e Triângulo Norte sobre a doença falciforme. O evento promovido pela Secretaria Municipal de Saúde é fruto de um convênio com o Ministério da Saúde. A programação segue até sexta-feira (23), com eventos também na Faculdade Pitágoras. Estiveram presentes profissionais da saúde, educadores, pacientes, familiares e representantes da Secretaria Municipal de Saúde, inclusive o secretário à frente da pasta, Gladstone Rodrigues da Cunha.

Alimentação, movimento, estresse e sono foram os pilares da palestra Nutrição para as pessoas com doença falciforme, ministrada pelo educador físico e especialista em qualidade de vida e saúde, Márcio Atalla. Abrindo a programação, o palestrante falou sobre qualidade de vida.

“Mais do que a nutrição, é necessário abordar o estilo de vida como um todo e as variáveis que respondem por quase 80% das doenças que acometem a população. No caso da doença falciforme, essas variáveis são ainda mais importantes. Acho fundamental capacitar os profissionais que atendem a população, pois é um passo muito importante para melhorar a qualidade de vida e saúde pública”, afirmou o palestrante.

A programação seguiu ao longo da manhã com palestras com os profissionais do Hemocentro, Paulo Henrique Ribeiro de Paiva, Liliana Rodrigues Ferreira e Sarah Carvalho de Miranda. Foram abordados a importância e o papel da atenção básica, saúde bucal e autocuidado para pessoas com doença falciforme.

A dona de casa Fabiana Alves é mãe de uma adolescente diagnosticada com a doença via Teste do Pezinho – realizado no quinto dia de nascimento. Ela participou satisfeita da abertura do evento, destacando a possibilidade de mais pessoas compreenderem e contribuírem no tratamento desses pacientes.

“É muito importante para nós, pacientes e mãe de pacientes, pois quando minha filha teve diagnóstico, não tínhamos uma base para expandir os conhecimentos. Por mais que os médicos expliquem, não é suficiente para nós que convivemos com uma doença degenerativa, séria e grave. Além de pacientes e familiares, esse evento é importante pois tem os profissionais de saúde. Então é conhecimento para todos”, disse.

Atenção municipal

Desde 2007, está em atividade a Rede de Atenção Integral, que atualmente atende 306 pacientes com doença falciforme. O acompanhamento é feito no Hemocentro, sendo acompanhado diariamente nas Unidades de Saúde mais próximas à residência do morador.

“A doença falciforme tem algumas características importantes que profissionais da saúde conheçam para o tratamento adequado, tanto humano quanto técnico. Esse evento visa basicamente trabalharmos essas questões em relação aos pacientes que chegam às nossas instalações, e fazemos o mesmo com as buscas ativas para verificarmos se os pacientes têm qualidade de vida adequada”, explicou a coordenadora das Redes Temáticas, Ione Aparecida Silva.
Programação

Com mais de 700 inscritos, o simpósio terá alguns convidados especiais de renome nacional. Às 14h30 de quinta-feira (22), no Teatro Municipal, haverá palestra com o médico Drauzio Varella. Na sexta-feira (23), no mesmo horário e lugar, é a vez dos participantes prestigiarem palestra sobre atendimento aos portadores da enfermidade com o psicólogo Criatiano Nabuco.

Confira a programação completa:

Quarta-feira (21 de agosto)

*Oficina Multiprofissional em Atenção às Pessoas com Doença Falciforme

Local: Teatro Municipal- Avenida Rondon Pacheco, 7070, bairro Tibery

08h30 – 09h30: Nutrição para as pessoas com doença falciforme – Márcio Atalla

09h30 – 10h10: Importância e papel da atenção básica na doença falciforme – Paulo Henrique Ribeiro de Paiva (Hemocentro Uberlândia)

10h10 – 10h50: Saúde bucal para as pessoas com doença falciforme – Liliana Rodrigues Ferreira (Hemocentro Uberlândia)

10h50 – 11h30: Autocuidado para as pessoas com doença falciforme – Sarah Carvalho de Miranda (Hemocentro Uberlândia)

11h30 – 12h: Debate (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Quarta-feira (21 de agosto)

*Oficina Multiprofissional em Atenção às Pessoas com Doença Falciforme

Local: Faculdade Pitágoras – Avenida dos Vinhedos, 1200, Morada da Colina

13h – 13h40: Estudo de caso

13h40 – 14h20: Apresentação do estudo de caso

14h20 – 15h: Debates

15h30 – 16h: Relato de familiar ou paciente

16h – 16h30: Aplicação de questionário

Quinta-feira (22 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Faculdade Pitágoras – Avenida dos Vinhedos, 1200, Morada da Colina

Sala 01

08h30 – 09h20: Doença Falciforme no Brasil – Paulo César Naoum

09h20 – 10h10: Mortalidade materna – Marcos Roberto Ymayo

10h10 – 11h: Doença falciforme antes e depois da hidroxiuréia – Mônica Veríssimo

11h – 11h50: Sendo uma pessoa com doença falciforme – O Autocuidado – Enfermeira Carmen Cunha Mello Rodrigues

11h50 – 12h30: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Quinta-feira (22 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Teatro Municipal- Avenida Rondon Pacheco, 7070, bairro Tibery

Sala 2

08h30 – 09h20: Aloimunização e complicações na doença falciforme –  Adilson Botelho Filho

09h20 – 10h10: Integralidade na atenção a saúde das pessoas com doença falciforme- Ana Luísa Dias

10:10 – 11:00: Cuidado com paciente em procedimentos cirúrgicos na doença falciforme –  Lino Lopes

11:00 – 11:50: Úlcera de perna (cuidado com feridas) – Flávia Karine Leal Lacerda

11:50 – 12:30: Debates (Mediadora – Mara Ramos de Oliveira)

Sala 03

13h30 – 14h: Apresentação cultural

14h – 14h30: Composição da mesa

14h30 – 15h30: Doença falciforme – Drauzio Varella

15h30 – 16h00: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Sexta-feira (23 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Faculdade Pitágoras – Avenida dos Vinhedos, 1200, Morada da Colina

Sala 1

08h30 – 09h20: Saúde bucal na doença falciforme – Marília Resende

09h20 – 10h10: Atendimento às pessoas com doença falciforme no Hemominas Uberlândia – Paulo Henrique Paiva

10h10 – 11h: Tratamento de Necrose Óssea e infecções na DF – Gildásio de Cerqueira Daltro

11h – 11h50: Bioética, Biodireito e a Anemia Falciforme – Gabriel Massote

11h50 – 12h30: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

Sala 02

08h30 – 09h20: As Peculiaridades da Doença Falciforme no Olhar do Usuário – Maria Zenó  Soares da Silva  (Dreminas e Fenafal)

09h20 – 10h10: Racismo Institucional – João Carlos de Oliveira– Estes/Neab-UFU

10h10 – 11h: Cuidado Integral às Pessoas com Doença Falciforme- Hemominas Uberaba

11h – 11h50: Atuação da equipe da UBS no cuidado à pessoa com Doença Falciforme visando a prática do autocuidado ­– Aline Poliana Silva Batista

11h50 – 12h30: Debates (Mediadora – Mara Ramos de Oliveira)

Sexta-feira (23 de agosto)

*Simpósio Doença Falciforme de Uberlândia e Triângulo Norte

Local: Teatro Municipal- Avenida Rondon Pacheco, 7070, bairro Tibery

Sala 3

13h30 – 14h: Apresentação Cultural

14h – 14h30: Composição da mesa

14h30 – 15h30: Atendimento para as Pessoas com Doença Falciforme – Cristiano Nabuco

15h30 – 16h: Debates (Mediadora – Odete Aparecida de Moura)

O quê: Oficina e Simpósio sobre Doença Falciforme

Onde: Teatro Municipal e Faculdade Pitágoras

Quando: 21 a 23 de agosto

Horário: das 8h30 às 17h

Público-alvo: Profissionais da saúde, da educação, estudantes, pessoas diagnosticadas com Doença Falciforme e familiares.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
All articles loaded
No more articles to load

Destaques

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load