Notícias

Prefeitura participa de diálogo interinstitucional sobre Educação Especial

Evento começou na noite de ontem (28) e abordou sobre a Educação Inclusiva e a Educação Especial
29 de agosto de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Divulgação

Entender o que é a Educação Especial e sua importância é essencial para gerar um ambiente inclusivo e melhorar o desempenho dos alunos com necessidades especiais. A fim de difundir esse conhecimento, a Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Educação, participou ontem (28) de um diálogo interinstitucional sobre o tema no Colégio Ressurreição Nossa Senhora.

De iniciativa do Ministério Público de Minas Gerais, em parceria com a Prefeitura de Uberlândia, a Superintendência Regional de Ensino (SRE), o Conselho Municipal de Educação (CME) e o Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (COMPED), o evento atende a solicitação de representantes da rede particular de ensino.

Com o nome “Diálogo Interinstitucional com a rede particular – A educação especial na perspectiva da educação inclusiva: concepções e saberes necessários para a prática pedagógica”, o evento teve início com uma mesa redonda de abertura, da qual a Secretária Municipal de Educação, Tania Toledo, fez parte.

“A importância desse momento de diálogo é falar da necessidade de todas as instituições se organizarem e procurarem ofertar a educação especial na perspectiva da educação inclusiva, conforme preconizam todas as leis, decretos e resoluções. O trabalho com a Educação Especial vem sendo aprimorado desde a década de 90 em nossa rede. Discussões como esta abrem diferentes segmentos, possibilitam pensarmos no aprimoramento das políticas públicas”, destacou.

Após a fala, a coordenadora da Educação Especial do município, Carla Barbosa Alves, realizou uma palestra com o tema “Concepções e saberes essenciais para a Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva”. Na oportunidade, a profissional abordou a respeito do conceito de inclusão, bem como o panorama da rede municipal com a criação de cargos de provimento efetivo.

“São professores de Atendimento Educacional Especializado, professores de Libras, Intérpretes Educacionais e Profissionais de Apoio Escolar que virão para somar com a educação especial, conforme regem as legislações, principalmente agora que temos a lei brasileira de inclusão, a LBI”, relatou Alves.

O evento prossegue na noite de hoje (29) com a palestra “Aspectos legais e diretrizes da Educação Especial inclusiva da rede estadual de ensino”, ministrada pela equipe de apoio à inclusão da Superintendência Regional de Ensino.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load