Notícias

Festival de Dança abre inscrições para oficinas de dança urbana e balé

Capacitações são gratuitas e ocorrerão na Oficina Cultural e CEU Campo Alegre
4 de setembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Em continuidade à programação do 27º Festival de Dança do Triângulo, a Prefeitura de Uberlândia abriu inscrições para duas novas oficinas gratuitas: dança urbana e balé infantojuvenil. Os interessados poderão participar da formação, que segue até dezembro. As inscrições devem ser feitas até o próximo dia 15, na Oficina Cultural (para ambas as modalidades) e no CEU Campo Alegre (somente para dança urbana).

A iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura estimula a dança e formação de bailarinos. Outras cinco oficinas já estão em andamento nos espaços públicos culturais: dança árabe, dança contemporânea, jazz, balé infantil e infantojuvenil.

As aulas de dança urbana são ministradas pelo professor, coreógrafo e bailarino Renato Estevo às segundas e quartas, de 18h45 às 20h, na Oficina Cultural; e às terças e sextas, de 16h30 às 17h45, no CEU Campo Alegre. Já a oficina de balé infantojuvenil é conduzida pela bailarina e coreógrafa Cris Cabral, com aulas segunda e quarta, de 14h às 15h15, na Oficina Cultural.

A gestora cultural de dança, Ananda da Costa Viana, destaca que as oficinas são voltadas especialmente para iniciantes que querem fazer bonito nos palcos da cidade.

“Em todas as oficinas vemos uma contribuição no crescimento dos bailarinos, da qualidade dos trabalhos apresentados na cidade. É uma importância muito grande, tanto que ano passado já vimos o reflexo nas apresentações com o crescimento da técnica, composição cênica e tudo que envolve a dança”, detalhou.

Currículos

Cris Cabral – A formação nos métodos Vaganova (russo), Royal (inglês), Cubano e Francês aliada à educação física permite que a bailarina e coreógrafa Cris Cabral intercale várias linguagens de dança-teatro para mostrar a nomenclatura do balé de forma criativa e imaginária. O currículo da professora inclui o título de 1ª bailarina no Teatro Nacional de Atenas (Grécia); formação na Escola Municipal de Bailados de São Paulo; participação na Raça Companhia de Dança; e aperfeiçoamento pelo método Ivaldo Bertalzzo, focado na consciência, autonomia e estrutura do movimento.

Renato Estevo – Em contato com a dança urbana desde 2002, quando tinha oito anos e participou de um projeto na escola, o uberlandense já participou de espetáculos e festivais de dança em cidades de Minas Gerais, São Paulo e outros estados.Atualmente é diretor e coreógrafo do Udi Company e coreógrafo e bailarino pelo grupo Duo RJ, ambos idealizados por ele em 2016 e 2017. Também idealizou o Duo R2A e o Trio Black G3 em 2012 e 2013. Já se apresentou no programa Got Talent Brasil, da Rede Record, com o Trio Black G3; e no quadro “Se vira nos 30”, do programa global Domingão do Faustão, com o grupo Intocáveis Cia de Dança.

O festival

Realizado entre setembro e novembro, o 27º Festival de Dança do Triângulo explora uma programação envolvendo profissionais de renome nacional e regional, com a execução de oficinas gratuitas, mostras de dança, palcos livres e intervenções. A temática deste ano, “Expressões artísticas com olhar social”, ressalta o poder da dança e proporciona ampla discussão diante de premissas impostas pela sociedade, lutando por igualdade de oportunidades e representação entre classes e indivíduos.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também