Notícias

Prefeitura apresenta ações para garantir abastecimento de água em reunião no MPE

Prefeito Odelmo Leão esteve presente e destacou as medidas que o Dmae tem tomado para atender a população durante o período de estiagem
17 de setembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Comunicação DMAE

Representantes da Prefeitura de Uberlândia e do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) participaram, na tarde desta terça-feira, de uma reunião na sede do Ministério Público Estadual (MPE). Na ocasião, foi apresentada e debatida a situação de estiagem na cidade, bem como as ações que a autarquia municipal tem realizado para garantir o abastecimento nas residências, comércios, escolas, hospitais e instituições.

Na audiência, o prefeito Odelmo Leão destacou que acompanha 24 horas a situação de captação e fornecimento de água para os moradores de Uberlândia neste período de estiagem e a importância do uso racional pelos moradores. “Temos acompanhado a situação dos reservatórios e canais de captação. No entanto, nesse período, o consumo tem atingido 266,64 litros dia por habitante,  número muito acima da média nacional, que é de 150 litros”, disse.

Odelmo Leão ressaltou que o Dmae tem atendido algumas situações com caminhão pipa, todavia tem ocorrido algumas ações de irresponsabilidade por parte de pessoas mal-intencionadas. “Enviamos o caminhão para atender alguns locais que, chegando lá, o problema não era de falta de água e, sim, de registro fechado”, explicou.

Comunicação DMAE

Trabalho reforçado

O prefeito lembrou ainda que tem realizado ações como a construção do Sistema Capim Branco e procurado reforçar a captação nas estações de Sucupira e Bom Jardim para atender a demanda crescente da cidade, principalmente neste período.

Também presente na reunião, o vice-prefeito e diretor do Dmae, Paulo Sérgio Ferreira ressaltou o monitoramento 24 horas dos sistemas de reservação, o atendimento por caminhão pipa nos locais em que ocorreram falta de água e as ações de correção de vazamentos nos assentamentos. “Desde janeiro, temos realizado manutenções nos equipamentos elétricos e mecânicos para garantir o funcionamento neste período”.

Ele destacou também as campanhas de conscientização do uso da água na mídia e redes sociais, as ações de educação ambiental nas escolas e o trabalho de proteção de nascentes do Programa Buriti.

Encaminhamentos A audiência contou com diversos segmentos da sociedade, como promotores, acadêmicos, representantes de hospitais públicos e privados, escolas, associações, dentre outros. Após o debate, entre os encaminhamentos, decidiu-se pela sugestão para seja elaborado uma legislação de segurança hídrica para Uberlândia e uma investigação sobre a situação dos lava-jatos em Uberlândia referente ao uso racional da água e cumprimento das normas referente ao tratamento de efluentes.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também