Notícias

Uberlândia participará da 13ª Primavera de Museus

Interessados podem se inscrever para atividades teóricas e práticas no Museu Municipal
20 de setembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Uberlândia participará da 13ª edição da Primavera de Museus, promovida nacionalmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). As ações conduzidas pela Secretaria Municipal de Cultura mostrarão ao público os bastidores do Museu Municipal, criado em 1986. Com a temática “Museus por dentro. Por dentro dos Museus”, a iniciativa apresentará à comunidade aspectos do trabalho de documentação, conservação e restauro do acervo. São oferecidas 20 vagas para atividades teóricas e práticas no próprio Palácio dos Leões e na Reserva Técnica do acervo histórico, na terça (24) e quarta-feira (25). As inscrições podem ser feitas via telefone do Museu Municipal: (34) 3214-0068.

O evento deixa como legado aspectos da história do Museu Municipal enquanto instituição cultural importante para a cidade, além de apresentar o processo de documentação, conservação, guarda e exposição, estimulando novos olhares sobre os objetos que formam o acervo.

A diretora do espaço, Thaís Tormin, destaca que o Museu Municipal completa 12 participações no evento do Ibram, o que possibilita maior contato com outros museus do país e, consequentemente, vasta troca de experiências. Segundo ela, o objetivo é conscientizar a população acerca da importância desse trabalho que garante a continuidade da ação museológica.

“O diferencial da programação deste ano é que, pela primeira vez, estamos mostrando ao público o trabalho de 30 anos desenvolvido nos bastidores do Museu. As atividades oferecidas oportunizam a valorização do trabalho museal, além de atrair jovens para as carreiras da área museológica”, afirmou.

Museu Municipal

Situado na Praça Clarimundo Carneiro, a Museu Municipal oferece atendimento ao público com visitas guiadas e/ou monitoradas, individuais ou em grupo. A ação é ampliada com o projeto “Lugar de criança é no Museu”, que atende crianças a partir de dois anos de idade, levando esse público infantil a se familiarizar com a instituição cultural. De janeiro a agosto deste ano, 7.571 visitantes conheceram os itens divididos em 11 categorias: Amostra e Fragmento, Armaria, Castigo, Comunicação, Interior, Lazer e Desporto, Objeto Cerimonial, Objeto Pecuniário (relativos ao dinheiro), Objeto Pessoal, Ofício e Trabalho, Transporte.

Em maioria, as peças do Museu foram adquiridas pela Prefeitura em 1984 da coleção de Argemiro Costa. O acervo é complementado por meio de doações da comunidade. Muitos dos itens ficam na Reserva Técnica, um espaço anexo onde são feitas pesquisas, análise, higienização, conservação e, quando necessário, reparo ou restauração.

O espaço tem visitação gratuita que ocorre de segunda à sexta-feira, das 8 às 17h30. Grupos com mais de 15 pessoas e visitantes podem agendar a visita pelo telefone (34) 3214-0068.

Programação

– TERÇA-FEIRA (24)

Horário: 9h às 12h

Atividade: Atendimento na Reserva Técnica – Responsável Técnica: Vânia Candelot

PRIMEIRA PARTE:

– Projeto Conceitual do Museu Municipal de Uberlândia

– Projeto Conceitual do Setor de Documentação

– Ética do profissional do Setor de Documentação

SEGUNDA PARTE:

– Processo de Tombamento dos objetos do Museu Municipal de Uberlândia

– Documentação do Bem Imaterial

– Como documentar mesmo que não exista um sistema de integrado de informações.

TERCEIRA PARTE:

– Explicação sobre os inventários:

– Inventário Anual

– Inventário de Registro

– Inventário de Categorias

-Inventário Argemiro Costa

-Inventário de Doadores

– Inventário de Mostras

QUARTA PARTE:

– Visita guiada reserva Técnica

– QUARTA-FEIRA (25)

Horário: 9h às 12h

Atividade: Apresentação dos conceitos de conservação e restauração e demonstração do trabalho realizado no acervo do museu – Responsável técnica: Juliana Pavesi

PRIMEIRA PARTE:

– Formação do profissional no Brasil

– Conceitos de Preservação, Conservação e Restauração

– Diferentes linhas de conduta da profissão

– O ofício do conservador-restaurador

– Uso de EPIs

– Responsabilidades e tomadas de decisões

– Diferentes tipos de materiais

SEGUNDA PARTE:

– O tratamento das peças do acervo do Museu Municipal de Uberlândia

– A importância do trabalho para o Museu Municipal de Uberlândia

– Exemplos de casos

TERCEIRA PARTE (PRÁTICA):

– Discussão sobre a importância/responsabilidade da tomada de decisão e linha de conduta adotada pelo conservador-restaurador

– Demonstração do processo conservativo antes, durante e pós tratamento

– Demonstração do processo de conservação em peça do acervo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também