Notícias

Sede do Dmae recebe feira de robótica do Colégio Copacabana

Trabalhos dos estudantes mostraram alternativas sustentáveis para a utilização dos recursos hídricos e da coleta de resíduos sólidos
27 de setembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Robôs, água e tecnologia. Este foi o cenário criado na apresentação dos trabalhos da feira de robótica organizada pelos alunos do colégio Copacabana nesta quinta-feira (26) na sede do Dmae. Os trabalhos, que tratam sobre alternativas sustentáveis para a utilização dos recursos hídricos e coleta de resíduos, foram apresentados ao público externo e também aos engenheiros, técnicos e monitores do Programa Escola Água Cidadã (Peac) da autarquia.

A feira contou ao todo com oito grupos. As maquetes apresentadas mostravam mecanismos e aparelhos de reuso da água para diversas finalidades, como industrial e domiciliar. Para economizar água em casa, por exemplo, o grupo do Mateus Garcia, de nove anos, elaborou um aplicativo que avisa o morador o quanto de água foi consumido em sua casa durante o dia. “A parte mais legal, além de pintar a maquete, foi fazer o aplicativo. Nosso objetivo é economizar água e tornar o mundo melhor para se viver”, acrescenta o estudante.

Trabalhos dos estudantes mostraram alternativas sustentáveis para a utilização dos recursos hídricos e da coleta de resíduos sólidos
Comunicação Dmae

Além disso, o objetivo da feira é cooperar no desenvolvimento das equipes para o Torneio Brasil Robótica, que acontecerá em dezembro deste ano em São Paulo. Para a gerente de resíduos sólidos Maria do Rosário dos Reis, que visitou todos os estandes, foi uma experiência valiosa. “O empenho de cada aluno em contribuir com os seus grupos foi admirável. Eles nos mostraram ideias inovadoras sobre reuso de água, e reciclagem do lixo e assim tivemos uma troca de conhecimento, podendo também sugerir ideias que melhorassem os trabalhos”, acrescenta Maria do Rosário.

Para a coordenadora de projetos em educação ambiental, Priscila Petrocelli, a feira mostra como a educação ambiental impacta alunos e escolas e transformam os pontos de vista sobre uso da tecnologia a favor da sustentabilidade. “O nosso objetivo como programa de educação ambiental sempre é proporcionar às pessoas a possibilidade de se pensar em um mundo mais limpo, com seus recursos sendo usados de maneira responsável. Esta feira reflete justamente isso”, explica Priscila Petrocelli. 

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load