Notícias

Dmae tem novo sistema de faturamento para a conta de água

Qualidade da impressão e rapidez no trabalho dos leituristas são algumas das melhorias do novo sistema
9 de outubro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Desde o mês de setembro, as faturas de água/esgoto ganharam mais qualidade na impressão. O trabalho dos leituristas também está mais ágil com o novo sistema de faturamento imediato, desenvolvido pela Empresa de Processamento de Dados de Uberlândia (Prodaub) para o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). Além do novo software, smartphones com tecnologia Android substituíram as antigas máquinas de leitura e impressão, auxiliando o trabalho diário dos profissionais.

Ao todo são 50 kits compostos de smartphone, impressora, cinto e mochila. Os novos equipamentos são 70% menores que os atuais e contam com georreferenciamento e câmera fotográfica, permitindo ao leiturista comunicar diretamente à central sobre vazamentos de água e possíveis violações de hidrômetros, assim como qualquer outra dificuldade encontrada na realização da leitura. As baterias dos aparelhos têm o dobro da capacidade do anterior, com 4900 miliampére-hora (mAh), possibilitando aos profissionais trabalhar dois dias sem precisar recarregá-las.

O consumidor recebe a fatura para pagamento mensal após a leitura do hidrômetro, realizada pelos servidores do Dmae. A cidade é dividida por rotas e cada bairro tem sua data de vencimento. Após a leitura, o munícipe tem oito dias para efetuar o pagamento, caso sua conta não tenha data de vencimento fixa.

Tecnologia

A tecnologia de impressão dos novos aparelhos apresenta mais nitidez e uniformidade nos registros das faturas de serviços de água/esgoto. Assim os contribuintes terão mais facilidade para identificar as informações na conta. De acordo com o diretor-presidente da Prodaub, Reginaldo Mendes, a solução desenvolvida não teve custos ao Dmae. “Os equipamentos e APPs mais modernos e fáceis de utilizar são uma atualização tecnológica, uma vez que o software dos equipamentos antigos tem mais de dez anos”, disse.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load