Notícias

Projeto Cocoricar chega à Escola Municipal Domingas Camin e une ensino com produção rural

A aproximação da identidade do aluno do conteúdo programático reduziu a rotatividade e aumentou o desempenho dos alunos na sala de aula
9 de outubro de 2019
Divulgação

Quando se fala em aprendizado, o universo simbólico pode fazer toda a diferença. É com isso em mente que a Escola Municipal Domingas Camin, situada no distrito de Miraporanga, realiza desde o início do ano o Projeto “Identidade do aluno Domingos Camin, um currículo em construção”. Nele são trabalhados aspectos mais próximos do dia-a-dia dos alunos, como o cultivo em horta, pomar e a avicultura caipira.

“O aluno da zona rural tem uma rotatividade e evasão grande. O resultado do projeto é que não tivemos mais isso, então é muito positivo. Fiquei feliz, pois estamos conseguindo atingir o objetivo e o pessoal da Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos dá toda atenção, faz toda diferença”, explicou a diretora da escola, Andréia Heloisa Arantes.

As atividades são realizadas todas as quintas-feiras por servidores da Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos. “Desde o início do ano estamos desenvolvendo com os alunos do primeiro ano na escola com atividades que integram as crianças com o mundo rural dos pais, de forma que elas tenham uma boa lembrança das atividades e orgulho de suas criações para que queiram sucedê-los no futuro, evitando o êxodo rural”, comentou Aline Ferreira Campos, do núcleo de Pecuária, Defesa e Educação Sanitária do município.

Projeto Cocoricar

A novidade para a escola foi que na semana passada o Projeto Cocoricar, da Secretaria de Agropecuária, inaugurou um galinheiro. O trabalho está ligado ao Programa de Desenvolvimento de Novos Negócios Rurais – Novo Agro, por meio do pilar Avicultura Caipira.

Com o projeto, cada criança ganhou um pintinho, deu nome a ele e terá a responsabilidade de cuidar deste. “A criançada adorou. Vão lá ao começo do dia, cuidam dos pintinhos e depois vão para a sala de aula aprender a escrever o que viram por lá como ovo, galinha, etc. O resultado é que hoje temos todas as crianças do 1º ano alfabetizadas e isso nos alegra muito”, relatou a diretora.

Aprender brincando

Com os alunos do 4º ano a estratégia é outra, conta a diretora. “Por exemplo, eles começam o dia cuidando da horta e depois vão para a sala de aula aprender a contar os alfaces, somar, dividir, subtrair. O retorno está sendo muito bacana”, contou.

Everton Ferreira, aluno do 4º ano da escola, teve grandes ganhos com a ideia. “Está me ajudando muito, é muito bom. Antes eu tinha mais dificuldade com matemática e agora estou melhor nisso”, disse. O colega de aula Guilherme Henrique Maia concorda. “Eu gosto porque aprendo e me divirto ao mesmo tempo”, colocou.

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em