Notícias

Seguem abertas as inscrições para oficina gratuita de danças brasileiras

Workshop Festival de Dança com Maria Eugênia Tita ocorre dias 19 e 20, no foyer do Teatro Municipal
14 de outubro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Divulgação

O lúdico, o folclore e a consciência corporal são os pilares da oficina “Danças Brasileiras”, oferecida gratuitamente pela Secretaria Municipal de Cultura, com suporte do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Pmic). O curso, ministrado pela dançarina, coreógrafa e diretora cênica Maria Eugênia Tita está com inscrições abertas. As aulas ocorrerão no foyer do Teatro Municipal, das 9h às 13h, nos dias 19 e 20 de outubro. A oportunidade integra a programação do 27º Festival de Dança do Triângulo.

Por meio dos passos de dança de Cavalo Marinho, as danças em redemoinho do Maracatu Rural e movimentações dos Batuques, a professora natural de São Paulo (SP) trabalhará a identificação dos fundamentos e dinâmicas de jogos e brincadeiras dos ritmos, a pluralidade artística e diversidade de linguagens das manifestações culturais do país. As aulas são incrementadas com bate-papo, apresentação de vídeos, experimentos e demonstrações, entre outros.

“Vamos trabalhar a agilidade, precisão, peso e fluidez para a construção de um corpo criativo e singular. Esses elementos serão desenvolvidos dentro de dinâmicas de jogos que envolvem as dualidades contidas nos ambientes das festas populares: brincadeira e atenção, coletividade e singularidade, regras e improviso”, detalhou a professora.

A oficina é voltada para alunos de 14 a 50 anos. São 40 vagas disponíveis. Interessados podem se inscrever pelo e-mail oficinasfdtinscricao@gmail.com. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3239-2566.

O festival

Com abertura oficial no próximo dia 29, no Teatro Municipal, o 27º Festival de Dança do Triângulo explora uma programação envolvendo profissionais de renome nacional e regional, com a execução de oficinas gratuitas, mostras de dança, palcos livres e intervenções. A temática deste ano, “Expressões artísticas com olhar social”, ressalta o poder da dança e proporciona ampla discussão diante de premissas impostas pela sociedade, lutando por igualdade de oportunidades e representação entre classes e indivíduos.

A programação do Festival já ofereceu outras oficinas com profissionais de renome nacional e internacional: Dança Afro com Raouf Tchacondo (Togo – África), Danças Étnicas com Fabrício Dabke (SP), Figurino com Fabiana Pescara (PR), Educação Somática com Cláudia Millás (RJ) e Metodologia aplicada ao balé infantil com Lu Braga (MG). As oportunidades de conhecimento e aprimoramento não param por aí. Algumas oficinas também estão em andamento nos espaços públicos culturais: dança árabe, dança contemporânea, jazz, balé infantil e infantojuvenil e danças urbanas.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Destaques

Veja Também