Notícias

Oficina Cultural recebe mostra com cidades criadas em aço carbono

Abertura da exposição do uberlandense Rosemário Souza ocorre nesta quinta (17)
16 de outubro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Divulgação

Aço carbono é a matéria prima utilizada pelo artista plástico Rosemário Souza para retratar a arquitetura e civilizações humanas com a exposição “Cidades Oxidadas”. O trabalho chega à Galeria Lourdes Saraiva, na Oficina Cultural, nesta quinta-feira (17), com a abertura às 20h. A visitação é gratuita e pode ser feita até 17 de dezembro. A mostra do uberlandense foi selecionada por meio de edital lançado no primeiro semestre pela Secretaria Municipal de Cultura.

Ao todo, são 20 obras expostas pela primeira vez. O trabalho explora vários formatos coloridos pela própria oxidação formada nas placas. O resultado final são cidades geometrizadas e sombrias apresentadas sob a visão intimista do artista plástico.

“De modo geral, são representações de cidades sombrias, amorfas e desabitadas. São frutos de experiências, memórias, imaginação e da combinação de ferramentas rústicas, ácidos e metais, para compor essas cidades corroídas”, detalhou o artista plástico uberlandense.

“Cidades Oxidadas” se iniciou como trabalho de conclusão de curso na graduação do artista na Universidade Federal de Uberlândia em 2017, com orientação da professora e doutora Aninha Duarte, que também faz a curadoria desta exposição.

Prestigie!

O quê: exposição “Cidades Oxidadas”
Quando: de 17 de outubro a 17 de dezembro – de segunda a sexta, das 12 às 18h
Onde: Galeria Lourdes Saraiva – Oficina Cultural:Praça Clarimundo Carneiro, 204 – Bairro Fundinho

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também