Notícias

Prefeitura trabalha para minimizar impactos das fortes chuvas de sexta-feira (1º)

Rajadas de ventos chegaram a 42km/h e foram registrados 32 milímetros de precipitação
1 de novembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Equipes de diversos setores da Prefeitura de Uberlândia trabalham desde as 16h para reduzir os impactos da forte chuva que atingiu a cidade nesta sexta (1º). A atuação integrada tem o objetivo de garantir a segurança e bem-estar da população. Segundo o Laboratório de Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), entre as 15h e 16h, foram registrados ventos de 42km/h e uma precipitação de 32 mm.

O intenso volume de água ocasionou a queda de quatro árvores, além de entupimento de bueiros. Por isso, servidores do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos mobilizaram-se para desobstruir as bocas de lobo para liberar o tráfego. As equipes também estão de prontidão para apoiar o Corpo de Bombeiros na desobstrução de vias e recolhimento de galhos.

Desde o início do evento climático, a Defesa Civil deu início ao atendimento das ocorrências. A Prefeitura também deslocou equipes com retroescavadeira e caminhões para retirada de entulhos e barro acumulado em pontos de alagamento na avenida Rondon Pacheco, embaixo do viaduto da BR-050 sobre a avenida Anselmo Alves dos Santos e no cruzamento das ruas Haia com Portugal, no bairro Tibery.

Equipes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Settran) estiveram presentes em diversos pontos da cidade para monitorar o trânsito e assegurar a segurança dos motoristas e pedestres. Em alguns locais, vias precisaram ser momentaneamente interditadas, como em parte da avenida Rondon Pacheco, no Nossa Senhora da Aparecida.

Em caso de perigo, chame:

– Defesa Civil: 199
– Corpo de Bombeiros: 193
– Polícia Militar: 190

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load