Notícias

Unidades de saúde intensificam campanha do Novembro Azul

Várias ações são realizadas para conscientizar sobre saúde do homem e formas de prevenção de doenças, principalmente do câncer de próstata
12 de novembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

As ações de prevenção ao câncer de próstata, como parte da campanha Novembro Azul, continuam na Rede Municipal de Saúde. Nesta quarta-feira (13), tem café da tarde com roda de conversa especialmente para o público masculino a partir das 15h na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Taiaman I. O tema do bate-papo, organizado pela equipe da atenção primária, é “Cuidar da Saúde também é coisa de homem”.

Nas unidades do Mansour e Marta Helena, as atividades seguem até o final do mês. Na UBSF Mansour, há diariamente, orientações nos grupos de fisioterapia, psicologia, nutrição e grupos de atividade física, visitas domiciliares e consultas. Já na UBSF Marta Helena II, a atenção primária promove, todos os dias, a partir das 7h, atividade física para os homens e palestra na sala de espera sobre a saúde masculina.

 “O trabalho é feito todos os dias, mas o mês de novembro é um marco, onde chamamos a atenção para a saúde do homem. Os números mostram que a doença está aí e eles precisam fazer os exames de prevenção, além de cuidar da saúde de uma forma geral”, destacou a coordenadora da atenção primária, Karina Kelly de Oliveira.

O câncer de próstata evolui lentamente, mas muitas vezes é descoberto quando a doença já está em estágio avançado, dificultando o tratamento. Por isso, no Novembro Azul é foco está na importância da prevenção. Os principais sintomas desse tipo de câncer são a diminuição do jato de urina, dificuldades em urinar e uma mudança na frequência urinária, que aumenta.

Busca Ativa

Além das palestras nas unidades de saúde e da marcação de consultas para realização do exame de toque, é fundamental a análise do sangue, que é conhecido como PSA (Antígeno Prostático Específico). O ideal é que, a partir dos 50 anos, o urologista seja procurado anualmente para a realização desse e de outros procedimentos.

Neste mês, as equipes vão intensificar a busca ativa dos homens nessa faixa etária que não realizaram os exames de PSA este ano. O objetivo é verificar a presença de câncer de próstata, bem como de outras doenças, como prostatite e lesões em geral.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também