Notícias

Blitz educativa orienta sobre cuidados com a saúde masculina

Ação do Novembro Azul feita pela UBSFs Granada I e II abordou pedestres e motoristas
22 de novembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Simone Almeida/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A importância dos cuidados com a saúde masculina, principalmente a prevenção ao câncer de próstata, movimentou a região dos bairros Granada e Santa Luzia na manhã desta sexta-feira (22) com a blitz do Novembro Azul, realizada pelas equipes das UBSFs Granada I e II. Com cartazes, balões e roupas azuis, as profissionais entregaram panfletos e orientaram motoristas e pedestres nos arredores da Avenida Angelino Favato.

Simone Almeida/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A enfermeira coordenadora da UBSF Granada II, Vanessa Pereira Araújo, liderou a ação. Ela destacou que as abordagens nas ruas são fundamentais para expandir o trabalho e captar mais pessoas para os atendimentos. “A ideia é conscientizar sobre a saúde do homem para que eles façam os exames precocemente e evitar um câncer de próstata. Na unidade, temos feito salas de espera com as agentes de saúde, orientando e pedindo os exames para todos os pacientes homens, principalmente os que têm antecedentes familiares em primeiro ou segundo grau”, explicou.

O motorista Lucas André Ferreira recebeu as orientações das equipes e reconheceu a importância dos cuidados com a saúde masculina. “São muito boas ações iguais a essas, pois normalmente o histórico é de que o homem não cuida muito bem da saúde, então é sempre bom participar e interagir sobre esse tema para que mais pessoas se conscientizem sobre a saúde”, disse.

Simone Almeida/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

O câncer de próstata evolui lentamente, mas muitas vezes é descoberto quando a doença já está em estágio avançado, dificultando o tratamento. Por isso, no Novembro Azul é foco está na importância da prevenção. Os principais sintomas desse tipo de câncer são a diminuição do jato de urina, dificuldades em urinar e uma mudança na frequência urinária, que aumenta.

Busca Ativa

Além das palestras nas unidades e da marcação de consultas para realização do exame de toque, é fundamental a análise do sangue, que é conhecido como PSA (Antígeno Prostático Específico). O ideal é que, a partir dos 50 anos, o urologista seja procurado anualmente para a realização desse e de outros procedimentos.

Ao longo do mês, as equipes intensificam a busca ativa dos homens nessa faixa etária que não realizaram os exames de PSA este ano. O objetivo é verificar a presença de câncer de próstata, bem como de outras doenças, como prostatite e lesões em geral.

Simone Almeida/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também