Notícias

Procon Uberlândia dá dicas sobre o período de Black Friday

Por ser considerada uma das maiores datas para o comércio, cuidado deve ser redobrado na hora de adquirir produtos ou serviços
22 de novembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Araípedes Luz/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A sete dias para a Black Friday, a expectativa de comerciantes e consumidores para fazer bons negócios está lá em cima. A última sexta-feira do mês de novembro é, desde 2010, uma das mais tradicionais datas para o comércio brasileiro. E, pensando no grande número de transações que devem acontecer nos próximos dias, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Uberlândia traz uma série de dicas para orientar clientes e prevenir eventuais práticas abusivas.

O superintendente do Procon Uberlândia, Egmar Souza Ferraz, alerta que é preciso atenção com as promoções imperdíveis. “A nossa função é orientar os consumidores, que devem controlar a empolgação. O mais importante é verificar se de fato tem promoção e se há as vantagens anunciadas”, completou.

Na próxima semana, o Procon promove diversas ações entre segunda (25) e sexta-feira (29). Tradicionalmente realizado às quintas-feiras na praça Tubal Vilela, o Procon Móvel terá uma edição especial devido à Black Friday no dia 28 de novembro. Além do serviço contínuo de orientação aos consumidores, também estarão no local a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), secretarias e autarquias municipais, oferecendo conjuntamente atendimentos e serviços à população.

Na sexta-feira (29), dia da Black Friday, fiscais do Procon estarão de plantão na praça para atuar caso algum consumidor se sinta lesado, como em possíveis promoções falsas ou preços abusivos.

Confira as dicas para não cair em fraudes durante a Black Friday:

– Verifique se é mesmo o menor preço: Já é comum entre os brasileiros o trocadilho da “Black Fraude”, que é quando um site aumenta o preço de um produto nas semanas anteriores à Black Friday para conceder um falso desconto no dia da promoção. No entanto, isso é uma prática fácil de ser descoberta com o uso de serviços e aplicativos que rastreiam a evolução dos preços das lojas virtuais.

– Cuidado com os links no WhatsApp: O principal aplicativo de comunicação dos smartphones está sendo utilizado como ferramenta para espalhar falsas promoções. Caso você receba um link, pense duas vezes antes de clicar nele e, principalmente, inserir dados pessoais. Fique atento também aos e-mails de lojas em que você não se cadastrou.

– Fique alerta aos anúncios e use testadores de links: Ao receber uma oferta milagrosa, utilize ferramentas para verificar se o site é seguro ao acesso.

– Desconfie de ligações e mensagens por SMS: Suspeite do contato, especialmente quando a pessoa em linha diz que você ganhou algo, mas exige algum depósito ou pagamento da sua parte.

– Fique atento ao domínio do site e a construção da página: É comum que criminosos criem páginas bastante similares a lojas e ações promocionais para enganar consumidores. Portanto, ao clicar em algum link, observe bem o endereço que aparece no seu navegador, procure por um cadeado no canto esquerdo da barra e veja se esta é uma conexão segura, bem como se o domínio está registrado e possui certificados de segurança.

– Pesquise classificações e procure informações: Ao encontrar uma nova loja, é essencial procurar saber sobre sua confiabilidade. Procure relatos sobre a satisfação do consumidor e as respostas das empresas em caso de problemas. Redes sociais e fóruns podem ajudar a tirar dúvidas.

– Use cartões de crédito virtuais: Ao fazer uma compra em um site do qual está desconfiado, procure usar um cartão virtual. Diversos bancos oferecem essa modalidade de cartão de crédito, que cria um número único para aquela compra e evita que o seu documento real seja compartilhado com o comerciante. Assim, você evita problemas com clonagem e que as pessoas continuem usando seus dados para praticar crimes.

Em caso de dúvidas, o consumidor pode entrar em contato com o Procon pelo telefone 3291-1600 ou 151. Para registrar reclamação, é preciso agendar horário por telefone, e-mail (procon@uberlandia.mg.gov.br) ou na ferramenta “Fale com o Procon”. A sede do órgão fica na avenida Benjamin Magalhães, nº 3, no bairro Tibery, atrás do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). A Superintendência funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também