Notícias

Prefeitura de Uberlândia mobiliza população combate ao Aedes

Além da campanha de mobilização e sensibilização da sociedade, Município lançou o aplicativo “Udi sem Dengue”
25 de novembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

As altas temperaturas e as chuvas intensas de fim de tarde – características da primavera e do verão – estabelecem condições propícias para a proliferação do mosquito Aedes aegypti e ligam o sinal de alerta para a comunidade redobrar os cuidados. Para evitar uma epidemia das doenças transmitidas pelo inseto, a Prefeitura de Uberlândia lançou, nesta segunda-feira (25), a campanha de mobilização e combate ao mosquito, que transmite a dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela. O evento aconteceu na sala de reuniões do gabinete do prefeito e reuniu representantes de instituições, associações e empresários, além de profissionais de várias secretarias municipais. Prefeitura de Uberlândia mobiliza população combate ao Aedes

Novo aliado no combate ao mosquito

Além da campanha, a Prefeitura lançou o aplicativo “Udi sem Dengue”, que será mais um canal de comunicação entre a comunidade e o Programa de Controle da Dengue. Por meio do aplicativo, a população poderá enviar fotos e mensagens alertando as equipes sobre possíveis criadouros do mosquito. Segundo o diretor da Prodaub, Reginaldo Mendes, o aplicativo é inovador, pois é em formato colaborativo.

“Com o conceito de aplicativo colaborativo, a comunidade torna-se uma agente de saúde. Após o cadastro por meio do CPF, a população poderá fazer solicitações, seja em área residencial ou pública. É a sociedade participando das ações de combate por meio de fotos, vídeos mensagem de texto ou de voz para alertar o CCZ sobre possíveis criadouros”.

Ainda segundo o diretor do setor de programação de dados da Prefeitura, o aplicativo já está disponível na plataforma da Google Play, para celulares com sistema operacional Android. Em breve, também será liberado para celulares com sistema iOS.

O coordenador Programa de Controle da Dengue, José Humberto Arruda, destaca que esta será mais uma ferramenta para ajudar no combate ao mosquito. “A ajuda da população sempre foi fundamental para nós, seja abrindo a porta da sua casa para nossa equipe nas visitas domiciliares ou entrando em contato com a gente por telefone. Com o aplicativo, essa comunicação será mais rápida e eficaz. Temos uma equipe própria que filtrará as demandas e direcionará para o setor responsável de acordo com cada situação”, ressaltou.

Além do canal direto com a população, o “Udi sem Dengue” também auxiliará os agentes no combate ao mosquito, já que o aplicativo funcionará como um gerenciador das ações, monitorando em tempo real as mais de 900 ovitrampas (armadilhas que permitem o rastreamento do mosquito para nortear as ações das equipes) distribuídas na cidade, bem como as piscinas e reservatórios cadastrados para a inserção do peixe lebiste.

“Temos percebido que as pessoas acomodaram-se um pouco no combate ao mosquito e isso não pode acontecer. Prova disso é a quantidade de criadouros que estamos encontrando nas casas, seja nos quintais ou no interior dos imóveis. As chuvas estão chegando e estamos trabalhando diariamente, fazendo nossa parte. A população tem que fazer a dela também. É um trabalho em conjunto e que salva vidas”, finalizou o coordenador do Programa de Controle da Dengue, José Humberto Arruda.

Veja abaixo os números de combate do Programa de Controle da Dengue

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load