Notícias

Justiça na Escola finaliza o ano com 16 escolas públicas atendidas

Objetivo é levar temas do programa a novas escolas da rede pública em 2020
11 de dezembro de 2019
Valter de Paula/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Com 16 escolas municipais e estaduais atendidas ao longo de 2019, o programa Justiça na Escola encerrou, na manhã desta quarta-feira (11), no auditório do Centro Administrativo Municipal, as atividades deste ano. A expectativa é que novas unidades da rede pública sejam atendidas em 2020. O programa é composto por uma parceria da Prefeitura de Uberlândia com a Vara da Infância e da Juventude, Defensoria Pública, Ministério Público, Polícias Civil e Militar, Superintendência Regional de Ensino, ONG Pontes de Amor e Conselho Tutelar.

A secretária municipal de Educação, Tania Toledo, agradeceu a colaboração de todos os participantes para o desenvolvimento do projeto. De acordo com a gestora da pasta, as atividades aproximaram as instituições de ensino com a justiça em diferentes esferas. “É notório o alcance social deste projeto. O feedback das escolas contempladas tem sido altamente positivo e é saliente que os objetivos propostos foram alcançados com êxito”, afirmou.

Valter de Paula/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

O Justiça na Escola visa à abordagem de temas ligados à disciplina na escola, Conselho Tutelar, atos infracionais, convivência familiar e prevenção às drogas. Os assuntos são levados à sala de aula por meio de palestras e interações com os alunos. Nos quatro anos de existência, o programa atendeu a 51 escolas, sendo 28 municipais e 23 estaduais.

O juiz responsável pela Vara da Infância e da Juventude em Uberlândia, José Roberto Poiani, destacou a ótima receptividade do público escolar pelo trabalho. Para ele, é importante a aproximação de todas as instituições que integram a rede de proteção da infância e juventude junto aos estudantes, professores e pais.

“Isso permite que as instituições auxiliem umas às outras nas demandas que surgem diariamente. Às vezes, verificamos no início deste trabalho uma distância que é prejudicial e, por isso, promovemos o diálogo, a troca de informações, levamos conhecimento de cidadania ao público-alvo. Afinal são as crianças que vão estar aqui no dia de amanhã nos administrando e nos ensinando nos caminhos da vida. Então, o nosso balanço de 2019 é bastante positivo”, disse o juiz.

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em