Notícias

Gestantes da rede de saúde visitam Maternidade do Hospital Municipal

Iniciativa dá mais tranquilidade antes do dia do nascimento, além de estimular o parto normal
12 de dezembro de 2019
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Com a descoberta da gravidez, chegam as mudanças, as dúvidas sobre esta fase da vida e como será o dia do nascimento do bebê. Para que as futuras mamães fiquem mais seguras e tranquilas, a Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia desenvolve com as gestantes que fazem o pré-natal na rede pública um trabalho de amparo, informação e estímulo ao parto normal, que é o método mais benéfico para a mãe e o bebê.

O Projeto de Estímulo ao Parto Normal (Pepan) existe desde 2011 e trabalha com  gestantes desde a primeira consulta nas unidades de saúde até o dia do nascimento do bebê. E uma das atividades que fazem parte do projeto é a visita à Maternidade do Hospital Municipal, que acontece toda terças-feiras, às 9h.

Acompanhadas de um profissional da rede e por uma enfermeira do setor de obstetrícia do Hospital Municipal, as gestantes e os acompanhantes conhecem todos os locais, como as salas de pré-parto e cirúrgica, a UTI neonatal e o leito de internação, além de terem mais informações sobre o parto normal. De acordo com a enfermeira e coordenadora do ambulatório da UAI Planalto, Fernanda Mota, o momento ajuda a amenizar a ansiedade para o grande dia.

“São nove meses de preparação para o dia do nascimento. Durante este período a atenção primária acolhe as gestantes de todas as formas. Com as visitas, elas conhecem um pouco da estrutura do hospital, como será no dia do parto, onde vão permanecer, além de ter mais um pouco de conhecimento sobre como é o parto normal e os seus benefícios. É uma forma de sanar algumas dúvidas e diminuir a preocupação delas”, ressaltou.

Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A dona de casa Galdenis Teixeira Adão, de 36 anos, foi uma das gestantes que participaram da visita. Grávida de 26 semanas, ela assegurou que conhecer a estrutura do local onde as gestantes darão à luz traz mais conforto diante de tantas incertezas, principalmente para aquelas que são mães de primeira viagem. “Na minha primeira gestação, eu era muito leiga. Não tive tanto acesso à informação como tenho hoje. Agora, além das reuniões em grupos que temos nas unidades para tirar dúvidas, podemos conhecer o hospital. Independentemente de estar em outra gestação, sempre ficamos inseguras e iniciativas assim nos deixam mais preparadas”.

Estimulo ao parto normal

Inaugurada em maio de 2011, a Maternidade do Hospital Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro já registra mais de 20 mil nascimentos. Com as ações do Projeto de Estímulo ao Parto Normal (Pepan), desenvolvido pelos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e da Maternidade com as gestantes que fazem o pré-natal na rede pública, os números estão reduzindo a cada ano. Em 2011, 72% dos partos que ocorreram na Maternidade eram por cesáreas. Após um trabalho de conscientização feito pelos profissionais da rede, o índice de partos com intervenção cirúrgica nos últimos quatro anos já está abaixo dos 50%.

Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

“Temos muitas evidências que comprovam que o parto natural é a melhor via de nascimento, com mais vantagens e segurança para a mãe e o bebê. As indicações para as cesáreas são em poucos casos ou quando a gestante não consegue evoluir para o parto normal. Com as visitas à Maternidade, reforçamos essas informações, falamos dos benefícios, tiramos as dúvidas e já iniciamos um processo de vínculo ao local de nascimento, para que possam chegar mais familiarizadas”, explicou a enfermeira do Centro Obstétrico da Maternidade, Luana Rodrigues.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também