Notícias

Vigilância Epidemiológica realiza capacitação voltada à assistência das doenças transmitidas pelo Aedes

Palestras integram plano de contingência para aperfeiçoar o atendimento à população
10 de janeiro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Discutir estratégias e reforçar a assistência aos pacientes em relação às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti – dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela. Esse foi o motivo que reuniu diversos profissionais da rede de atenção básica de saúde e da rede privada nesta semana, na faculdade Pitágoras. Promovido pela Vigilância Epidemiológica (Vigep), o encontro integra o plano de contingência da Secretaria Municipal de Saúde e contou com a palestra do médico da Vigep, Dr. Marcelo Sinício.

O intuito é capacitar toda a rede para que os profissionais estejam preparados para o melhor atendimento prestado à população. É o que destaca a coordenadora da Vigep, Elaize Maria Gomes de Paula.

“Trata-se de uma capacitação de rotina, onde discutimos o manejo clínico destas doenças. Sabemos da sazonalidade das enfermidades transmitidas pelo Aedes, com picos em março e abril, e precisamos prevenir e preparar os profissionais para orientar e tratar adequadamente a população. Faz parte do plano de contingência do município e abrimos para todos os profissionais da rede pública e privada, com foco na assistência”, explicou.

 Com a confirmação da circulação do vírus tipo 2 da dengue, ainda existem muitas pessoas vulneráveis à doença. Por isso, para evitar a evolução dos casos, é preciso reforçar com os profissionais da saúde a forma correta da conduta, conforme explicou o médico da vigilância, Dr. Marcelo Sinício. 

 “A equipe médica, da rede pública e privada, precisa classificar corretamente os pacientes, para fornecer o melhor tratamento. Isso é crucial para evitar a evolução para o óbito. É importante também que eles saibam identificar os sinais de alarme e hidratar de forma suficiente. São pontos fundamentais e que devem estar alinhados”, ressaltou.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
All articles loaded
No more articles to load

Destaques

Veja Também