Notícias

Unidades do Dmae recebem ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti

Equipes da Zoonoses vistoriaram 39 espaços, entre eles estações elevatórias de esgoto, estações de tratamento de água e descentralizadas
28 de janeiro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Comunicação Dmae

Desde dezembro, 39 locais do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), entre estações elevatórias de esgoto, estações de tratamento de água e esgoto, unidades descentralizadas e as áreas dos distritos, foram vistoriados e limpos pela equipe de Mobilização Social do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A iniciativa integra as ações de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela.

Na ação, os agentes verificam os locais em busca de possíveis focos do mosquito, retiram objetos que podem acumular água e orientam os funcionários da autarquia em ações de prevenção a possíveis criadouros.

O coordenador do Núcleo de Segurança e Medicina do Trabalho do Dmae, Adilson José Marques, destacou que esta é uma das ações estabelecidas com a criação da Comissão Permanente de Combate a Focos do Mosquito Transmissor da Dengue (CPCD). “As ações geram um benefício conjunto para os servidores e para a sociedade com a erradicação de possíveis focos do mosquito e, consequentemente, do risco de transmissão da dengue, febre amarela, zika e chikungunya”, explicou. 

De acordo com Marques, as ações de vistoria, limpeza e capacitação dos funcionários devem se estender pelos próximos 60 dias, abrangendo todos os locais da autarquia. Em novembro do ano passado, parte dos servidores já recebeu uma capacitação, na qual os agentes passaram informações sobre o combate ao vetor da dengue e ressaltaram a importância de transformar as ações de combate em hábitos do dia a dia.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também