Notícias

Prefeitura oferece atendimento otimizado a gestantes de alto risco

Ação feita pela Atenção Básica e Especializada determina plano de cuidados individuais
12 de fevereiro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com um trabalho conjunto entre profissionais da Atenção Primária e Especializada, as gestantes de alto risco recebem um atendimento diferenciado. A iniciativa é possível por meio do Acompanhamento ao Ciclo de Atenção Contínua e Autocuidado Apoiado, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde em conjunto da Missão Sal da Terra. Na manhã desta quarta-feira (12), cinco pacientes passaram por uma rodada de consultas multidisciplinares e interdisciplinares na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro São Jorge. 

O trabalho contou com um endocrinologista e um pré-natalista de alto risco (ginecologista), incrementando o acompanhamento já feito por enfermeiros, clínico geral, educador físico, nutricionista, dentista, assistente social e psicólogo. O objetivo é a discussão dos casos para a criação de um plano de cuidados individualizado e que deverá ser seguido pela equipe de Atenção Primária.

Fotos: Araípedes Luz – Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

A ação iniciada com as gestantes de alto risco segue modelos já desenvolvidos com idosos frágeis e diabéticos. A coordenadora da Atenção Primária, Karina Kelly destaca que a ação começa com um cronograma para todo o ano nos setores Sul e Oeste. Posteriormente, a metodologia será expandida para os setores Central-Norte e Leste.

“O começo desse trabalho com as gestantes de alto risco é um marco reforçado por Uberlândia ser um Centro Colaborador do Conass. Além de proporcionar um atendimento multidisciplinar e interdisciplinar para as gestantes de alto risco, estamos capacitando os profissionais da Atenção Primária no momento em que eles atuam juntos com a equipe Especializada”, detalhou.

Conforto e atenção

Aos sete meses de gestação, a auxiliar de cozinha Virginia Aparecida Silva Ferreira faz acompanhamento na UBSF Granada I. Ela é uma das pacientes que participou do atendimento conjunto, e aprova a ideia.

“O atendimento é bom e dentro do esperado. Com os profissionais especializados recebemos uma atenção a mais, e isso nos dá segurança e uma tranquilidade a mais. Dentro da unidade já temos uma especialização, e com esse atendimento conjunto só melhora”, destacou.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também