Notícias

Inauguração do Centro Municipal de Cultura reúne grande público

Apresentações artísticas e exposições encheram o espaço de expressão nos últimos três dias
19 de fevereiro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O ritmo no coração da cidade bateu junto com o Centro Municipal de Cultura nos últimos três dias. Desde segunda-feira (17), o local encheu-se de som, expressão e arte, em aproximadamente 40 apresentações diversas, representando uma pequena amostragem da imensa diversidade cultural de Uberlândia.

A grande festa terminou na noite desta quarta-feira (19) com o Coletivo Semente de Fogo, Grupo Folia de Reis, Berg Cia de Dança, Grupo Congado Moçambique de Belém, Cia de Dança Cigana nana Gonzaga,  Grupo Junino Forrozarte, Banda Sinfônica Municipal de Uberlândia, Trio de Metais da Banda Municipal,  Apresentação de dança com Claudia Nunes e UAI Q Dança e Quinteto do Samba convida Samba de Vera.

“Que esse espaço seja um lugar que acolha as pessoas. Ele foi feito a várias mãos, mas principalmente por diversos corações de artistas e servidores que sonharam e contribuíram com o que vemos hoje” destacou a secretária Municipal de Cultura, Mônica Debs.

 Para o instrutor de dança Ricardo Arruda Fernandes, a festa foi inesquecível. “Primeiramente, o prédio ficou muito bom, todos os espaços excelentes. Para a gente que é da dança, é uma conquista. Também em relação ao Congado, ótimo ver fotos, placas e espaços que mostram nossos antepassados aqui, isso é inesquecível”, ressaltou.

Horário de Funcionamento

Após a inauguração, o espaço segue recebendo a classe artística e comunidade de segunda a sexta-feira. A Banda Municipal estará sempre das 7h às 13h e as celas podem ser visitadas entre 8h e 12h. A Biblioteca Municipal abre suas portas ao público entre 8h15 e 18h45. A Secretaria Municipal de Cultura funciona das 12h Às 17h e a área externa fica aberta à população das 8h15 às 18h.

Centro Municipal de Cultura

Em outubro de 2018, o prédio que abrigava a antiga sede do Fórum Abelardo Penna foi doado ao Município. A ordem de serviço para reforma do Centro Municipal de Cultura foi assinada em junho do ano passado. Orçada em R$ 1,3 milhão, o início da transformação ficou sob responsabilidade da construtora licitada Martins Medeiros, proporcionando leveza, diversidade, arte e, ao mesmo tempo, preservando a estrutura da edificação tombada. Para isso, desde junho de 2019 foram realizadas intervenções internas e externas sem que fossem construídas paredes ou alterados os aspectos históricos do prédio.

Obras de arte, como telas, esculturas e pinturas, foram doadas pela classe artística e transformaram a dureza brutalista da arquitetura original em expressão. Logo nas janelas, vê-se um novo colorido, em contraste com o concreto cru das paredes externas do prédio.

Mudaram para o local a Biblioteca Municipal Juscelino Kubitschek, Banda Municipal e Secretaria Municipal de Cultura. Além disso, a cidade ganhou espaços de inclusão para deficientes físicos e visuais, Sala Multimeios, Espaço infanto-juvenil Vovó Caximbó, o Cineteatro Nininha Rocha, a Galeria de Artes Iolanda Lima, a Esplanada Pena Branca e Xavantinho e o Memorial da Cultura Afro-Brasileira Charqueada, além de diversos ambientes para exposições, realização de eventos, oficinas e cursos.

Na área externa, um parque infantil, mesas para jogos e academia ao ar livre levam esporte e diversão a toda a família. Em uma segunda etapa, o ambiente receberá revitalização das pedras portuguesas, manutenção das grades, portões eletrônicos, além da construção e uma guarita, orquidário e pista de skate.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load