Notícias

Prefeitura realiza reunião com integrantes do Comitê do Enfrentamento ao COVId-19

Representantes de vários setores da sociedade estiverem presente. Reunião reforçou os fluxos de atendimento e acompanhamento relacionados ao coronavírus
28 de fevereiro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Para reforçar as condutas de atendimento e as formas de prevenção do novo agente do coronavírus, reuniram, nesta sexta-feira (28), na sala de reuniões do Centro Administrativos, os integrantes do Comitê do Enfrentamento ao COVId-19. Dentre os participantes, estavam os representantes dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Conselho Regional de Medicina e Sociedade Médica, SPDM, Missão Sal da Terra e Superintendente do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia. 

O Comitê de Enfrentamento às doenças virais respiratórias existe desde epidemias anteriores, como no caso da Influenza H1N1. Para que todos os entes da sociedade continuem alinhados em relação ao fluxo de atendimento e cuidados com o novo agente do coronavírus, o comitê foi ativado, conforme explica o secretário de Saúde.

“A conduta para o novo agente do coronavírus é similar à da H1N1, com algumas adequações já que o vírus e a sua transmissibilidade são novos. Temos a experiência do passado, os protocolos e as ações bem amadurecidas, que nos ajudarão a conduzir as situações. Não se trata de uma situação totalmente nova, nossos membros estão preparados e alinhados  para conduzir tudo com segurança para todos”.

Durante a reunião, os membros reforçaram os fluxos de atendimento e acompanhamento nas unidades de saúde da rede pública e privada, os cuidados de prevenção, além de discutirem os próximos passos conforme a situação demandar.

O coordenador da rede de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Clauber Lourenço, também salientou quais são os cuidados básicos de prevenção que a população deve adotar e sobre as ações da atual administração em relação aos casos suspeitos da doença.

“O mais importante que precisamos ressaltar são os cuidados que todos devem tomar. São ações simples de higiene, como lavar frequentemente as mãos, proteger a boca com um pano ou o antebraço sempre que tossir ou espirrar e evitar grandes conglomerados. Vale lembrar que essas atitudes não são apenas para o coronavírus, mas para qualquer vírus respiratório”, explicou. 

Coronavírus (COVID-19)

A doença chamada de Coronavírus (COVID-19) foi descoberta no fim de dezembro de 2019 após ter casos registrados na China e em outros países. O coronavírus é uma família de vírus que causa infecções respiratórias, como no caso da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), provocado pelo SARS-CoV.  

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria dos infectados com o novo coronavírus desenvolve sintomas semelhantes aos da gripe e cerca de 20% progride para doenças mais graves, como pneumonia e insuficiência respiratória. As investigações sobre o novo vírus ainda estão em andamento, mas a transmissão ocorre pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: espirro, tosse, gotículas de saliva, contato pessoal próximo ou por objetos ou superfícies contaminadas.

 Veja abaixo outras recomendações para evitar a doença:

 – Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes;
–  Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
– Manter os ambientes bem ventilados. 
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também