Notícias

Prefeitura reforça importância da prevenção contra IST’s

ISTs afetam diretamente a saúde de todos, inclusive das gestantes, já que a sífilis também é repassada para a criança durante a gestação ou no parto
10 de março de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Marco Crepaldi/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Por meio do Programa IST/Aids e Hepatites Virais, a Prefeitura de Uberlândia tem conscientizado de forma constante a comunidade sobre a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), que prejudicam a saúde e a vida das pessoas, independentemente do gênero e da faixa etária. Durante todo o ano são desenvolvidas várias ações com a comunidade, como visitas em escolas do ensino médio, faculdades e empresas, além da realização do teste rápido.

As ISTs têm um impacto direto sobre a saúde, podendo provocar infertilidade, sequelas neurológicas, bem como complicações na gravidez e no parto, culminando até em morte fetal. Uma das ISTs que tem ligado o sinal de alerta dos órgãos de saúde é a sífilis, transmitida por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada ou passada à criança durante a gestação ou parto. De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, foram 158.051 casos da doença no Brasil em 2018, o que representa 75,8 casos para cada 100 mil habitantes. Em 2017, a taxa era de 59,1 para cada 100 mil habitantes.  

Para a coordenadora do Programa IST/Aids e Hepatites Virais, Cláudia Spirandelli, a sífilis chama a atenção devido à possibilidade de transmissão congênita (aquela repassada da mãe para o filho durante a gestação ou parto) e também pelas consequências, caso não seja tratada.

“É uma infecção que tem tratamento e cura, mas isso precisa ser feito de forma precoce para evitar sequelas graves, que afetam, inclusive, o sistema nervoso. No caso das gestantes, é mais delicado, pois provoca o aborto e outras consequências que prejudicam o bebê, como a má-formação. E tudo isso pode ser evitado com o uso do preservativo”, destacou.

Trabalho contínuo

Os profissionais do Ambulatório Herbert de Souza reforçam constantemente à comunidade quais as formas de transmissão e a importância da prevenção contra todas as infecções sexualmente transmissíveis. “Nosso trabalho não para. Hoje não existe mais um grupo de risco, pois temos notificações em todas as idades e perfis. Por isso, agimos de forma estratégica e onde os jovens, adultos e idosos estão. Estamos falando de infecções graves, sendo que umas delas, que é o HIV, não tem cura”, completou Cláudia Spirandelli.

As ISTs são diagnosticadas pelo teste rápido, que é ofertado no Ambulatório Herbert de Souza de forma gratuita e sigilosa. Prático e de fácil execução, o resultado sai em, no máximo, 30 minutos. Para fazer o exame, não é preciso fazer agendamento, basta comparecer ao Ambulatório Herbert de Souza, que fica na rua Avelino Jorge Nascimento, nº 15, bairro Roosevelt, com documento de identidade O horário de atendimento vai, de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load