Notícias

Práticas chinesas auxiliam na saúde feminina em Uberlândia

Prefeitura tem realizado eventos sobre o tema em todas as quartas e sextas-feiras de março
11 de março de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Centro de Referência das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (CRPICS) se tornou um espaço de celebração à saúde feminina durante o mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Iniciadas no último dia 6, várias palestras e práticas estão sendo oferecidas gratuitamente nas manhãs de quarta e sexta-feira.

Nesta quarta-feira (11), as participantes conheceram mais das “práticas corporais chinesas na promoção à saúde da mulher”, com a mestre em pedagogia e integrante da Liga Mineira de Tai Chi Chuan, Elizabeth Meire Mota (Bethli). A coordenadora do CRPICS, Wilma Nunes, destaca que os eventos abordam temáticas recorrentes nas unidades de saúde, além de pensar na saúde da mulher como um todo.

“Sabemos que as condições biopsicossociais afetam diretamente a saúde da mulher, então a ideia do evento é que as elas entendam como se fortalecer e se empoderar de uma forma geral para que adoeça menos e tenha mais resiliência diante das questões do dia a dia”, ressaltou.

Práticas chinesas auxiliam na saúde feminina em Uberlândia 1
Fotos: Araípedes Luz – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Além do Tai Chi Chuan (arte marcial que se tornou prática terapêutica para corpo e mente), as cerca de 20 participantes também conheceram os benefícios do Chi Kung (prática corporal energética) e da meditação tibetana (prática feita em pé que deixa o praticante em alerta mesmo durante o relaxamento).

A palestrante Bethli enfatiza o papel das técnicas no fortalecimento do sistema imunológico. “As práticas são um achado. Tendo em vista que na menopausa temos um certo desequilíbrio hormonal, a prática torna-se energética e vai reestabelecer esse equilíbrio e fortalecer os órgãos. Além disso, vai trabalhar a massa óssea, os desequilíbrios que descompensam o humor e trazem a calma e pacificação, flexibilidade e força muscular”, destacou.

A farmacêutica Elaine de Paula já praticou yoga e optou pelos homeopáticos. Ela reconhece a importância de usufruir gratuitamente das PICS para ter mais qualidade de vida. “Quando a idade vai avançando, essas práticas contribuem ainda mais para melhorias na qualidade de vida, especialmente do público feminino. Elas são oferecidas de forma gratuitamente aqui no Centro de Referência e precisam ser divulgadas pois reiki, homeopatia e dança circular trazem um benefício enorme”, disse.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também