Notícias

Saiba quais estabelecimentos podem operar e atender presencialmente

Orientação segue decreto municipal e determinações das esferas estadual e federal
27 de março de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

De acordo com o decreto municipal 18.553, de 20 de março, aprovado pelo Comitê de Enfrentamento ao Covid-19, e decretos estadual e federal, o funcionamento de estabelecimentos comerciais está restrito em Uberlândia. A medida, que está em voga desde o início deste semana, faz parte das ações para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) entre a população, evitando o agravamento da pandemia.

A Prefeitura de Uberlândia reforça abaixo quais estabelecimentos e serviços essenciais podem manter operar e realizar atendimento presencial ao público (salvaguardados os cuidados com a higiene e segurança de funcionários, colaboradores e consumidores, devidamente orientados pelo Ministério da Saúde, como obediência à capacidade, distância e disponibilização de álcool em gel) durante o período de quarentena, válido por 30 dias contados a partir de 22 de março:

  • Farmácias e drogarias
  • Vendas de alimentícios (hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros “sacolões”, padarias, quitandas, centros de abastecimento de alimentos e lojas de conveniência)
  • Lojas de atividades agrícolas e pecuárias
  • Clínicas veterinárias e venda de alimentação para animais
  • Distribuidores de gás e água mineral
  • Restaurantes e lanchonetes (obedecendo as restrições das medidas preventivas)
  • Postos de combustível
  • Indústrias em geral
  • Fabricação, montagem e distribuição de materiais clínicos e hospitalares
  • Oficinas mecânicas e borracharias;
  • Agências bancárias e lotéricas
  • Serviços relacionados à tecnologia da informação e de processamento de dados
  • Construção civil e lojas de materiais de construção
  • Prestação de serviços essenciais municipais (saneamento Básico, assistência hospitalar, serviço funerário, coleta de resíduos, transporte público, serviço de iluminação pública, serviços sociais a pessoas em vulnerabilidade, dentre outros)
  • Empresa de segurança privada e transporte de entrega de cargas
  • Call center
  • Lojas de autopeças
  • Lojas de materiais de limpeza
  • Laboratórios de análises clínicas e hospitais
  • Hotéis e similares
  • Serviços de táxi e aplicativos de transporte (obedecendo as restrições das medidas preventivas)
  • Priorizar delivery e venda por telefone e internet. No caso de venda presencial, obedecer capacidade, distância e disponibilizar álcool em gel

*Aqueles que atuarem nestas atividades deverão, em contribuição ao combate ao vírus, priorizar delivery e venda por telefone e internet sempre que possível.

Ressalta-se que as demais atividades não listadas acima devem manter a operação fechada ao atendimento presencial do público, sem exceção, sob o risco de descumprimento das determinações legais. A venda e os serviços, no entanto, também podem ser prestados por meio on-line ou por telefone. Desta forma, ficam permitidos o recebimento e a entrega de mercadorias.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também