Notícias

Pó de basalto apresenta primeiros resultados em lavouras de soja

Reconhecimento visual mostrou melhorias na sanidade das plantas e evidenciou promissora eficácia do insumo sustentável
15 de abril de 2020

 Desde 2017, a Prefeitura de Uberlândia iniciou, junto à empresa Campo, um detalhado estudo sobre o potencial do pó de basalto na produção agrícola – rocha vulcânica capaz de substituir adubos químicos no processo produtivo e cujas vantagens começam a alcançar a agricultura extensiva. Nesta quarta-feira (15), a equipe técnica da empresa Campo apresentou o resultado do reconhecimento visual nessas lavouras. Conforme registrado, foram notadas consideráveis melhorias na sanidade das plantas após a utilização do insumo.

“As plantações de soja ficaram mais robustas após o uso do insumo. Agora, vamos colhê-las e validar esse teste visual por meio do resultado de produtividade e do peso de mil grãos. Vamos fazer essa observação, também, em plantações de cana-de-açúcar, café e milho safrinha”, explicou o engenheiro agrônomo Marcos de Matos Ramos, que atua há mais de 20 anos na empresa Campo.

A parceria com a Campo também derivou em um estudo de aplicação do pó de rocha do Triângulo Mineiro em lavouras de soja de três estados: Minas Gerais, Tocantins e Goiás. Além disso, no final do ano passado, o município sediou o 1º Seminário de Remineralizadores de Solo da região.

Revolução agrícola

Além de uma variedade de micronutrientes, o material possui altas concentrações de cálcio, magnésio e potássio, bem acima do mínimo exigido em normativa do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). As propriedades encontradas em rochas como o basalto favorecem uma nova fase para os produtores, que já vem sendo chamada por alguns setores como a “4ª Revolução Agrícola”.

“Para se ter uma ideia, cerca de 90% do potássio que compõe o adubo NPK consumido no Brasil é importado. O basalto tem um potencial de remineralização do solo maior do que esse adubo (fornecendo não só NPK, mas outros nutrientes importantes para as plantas) e existe em abundância”, explicou Ramos.

Vantagens logísticas

Uberlândia está localizada no entroncamento de importantes rodovias (BRs 050, 365 e 452) e atendida por uma malha ferroviária que possibilita a interligação entre as regiões Centro-Oeste e Sudeste do país. Ligada diretamente a cinco dos maiores polos econômicos brasileiros (Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia e Brasília), a cidade possui o único entreposto mineiro da Zona Franca de Manaus, sediando o Porto Seco do Cerrado (que interliga aos portos de Vitória-ES e Santos-SP) e com o maior aeroporto operado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) em Minas Gerais (por onde passam tanto passageiros quanto cargas).

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em