Notícias

Segunda etapa da vacinação contra a Influenza começa nesta quinta-feira (16)

Caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo integram grupo prioritário. Idosos continuam a ser vacinados em casa
15 de abril de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Marco Crepaldi/Secretaria de Governo e Comunicação

A próxima etapa da 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa nesta quinta-feira (16) com um novo grupo prioritário. Agora será a vez da imunização contemplar profissionais das forças de segurança e salvamento (polícia e bombeiro), doentes crônicos, pessoas com condições clínicas especiais, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas. Além deles, ficou definido que caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte coletivo e portuários também poderão receber a dose.

Nesta fase, as vacinas também serão enviadas em cotas pelo Ministério da Saúde. A imunização acontecerá nas 74 salas de vacina da rede, com expectativa de que sejam aplicadas 38 mil doses neste grupo. Além disso, os idosos que agendaram a vacinação em domicílio continuarão sendo atendidos em casa. “A campanha acontece até o dia 22 de maio. Temos tempo hábil para vacinar todas as pessoas dos grupos prioritários, independentemente da fase da campanha. Não podemos ter aglomeração nas unidades, principalmente envolvendo os idosos. O início desta etapa não significa que eles não serão mais vacinados. Continuaremos agendando pelo 0800 e imunizando os idosos em casa”, destacou a coordenadora do Programa de Imunização, Cláubia Oliveira.

Influenza

Também conhecida como gripe, a Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. Se não for tratada a tempo, a gripe pode causar complicações graves e levar à morte, principalmente nos grupos de alto risco. A vacinação, que imuniza a população na rede pública, é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B, conforme explicou Claubia Oliveira.

“A vacina não protege contra a Covid-19, que é uma doença nova. A proteção é eficaz apenas para o vírus da gripe, que tem também as suas gravidades e pode matar. Por isso, em uma situação de uma doença nova circulando, as pessoas de alto risco devem se vacinar e se proteger”.

Assim como no caso da Covid-19, a transmissão da gripe ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar,tossir e espirrar. Também se dá pelas mãos, que, após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.

Quem pode vacinar?

Além dos idosos, que continuarão a ser vacinados em casa, podem receber a vacina:  caminhoneiros, profissionais do transporte coletivo (motoristas e cobradores), profissionais das forças de segurança e salvamento (polícia e bombeiro), doentes crônicos, pessoas com condições clínicas especiais, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

Já os professores passam a integrar o grupo prioritário da terceira fase, uma vez que os profissionais estão atualmente sem atividades presenciais devido à pandemia do coronavírus.

 Confira abaixo a documentação necessária para a categoria nova:

  Caminhoneiros – carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio (a) dos sindicatos de transporte (categoria de motorista), carteira de habilitação (categoria C ou E) ou crachá funcional;
   Motoristas e cobradores de transporte coletivo – carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio (a) dos sindicatos de transportes – Sindicato dos Motoristas e Cobradores, carteira de habilitação (categoria D ou E) ou  crachá funcional; 
  Trabalhador portuário
– comprovante de registro  no Órgão Gestor de Mão de Obra  (OGMO), carteira de sócio (a) do sindicato da categoria, contracheque com documento de identidade, carteira de trabalho ou crachá funcional; 
 Profissionais das forças de segurança e salvamento (polícia e bombeiro) e funcionários do sistema prisional – contracheque com documento de identidade. 
 Doentes crônicos e pessoas com condições clínicas especiais – laudo médico

Onde vacinar?

UnidadesHorário

UAIs Tibery, Roosevelt, Pampulha, Luizote e Planalto, Martins

*exceto São Jorge e Morumbi
  das 8h às 20h
  Unidade Básica de Saúde (UBS) das 8h às 18h   
 Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Das 7h30 às 16h30h
 “Alô, Saúde”
0800-940-1480*para agendamento dos idosos
 Segunda a sexta-feira
 das 8h às 20h  Sábado das 8h à s 13h
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também