Notícias

PPP da iluminação pública inicia nova fase com atendimento em 34 vias

Ao todo, iniciativa viabilizada pela Prefeitura substituirá cerca de 87 mil luminárias de LED
14 de maio de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Parceria Público-Privada (PPP) viabilizada pela Prefeitura segue avançando na modernização da iluminação pública. Nesta quarta-feira (13), foi aprovado o início dos processos para substituição e implantação de luminárias de LED em 34 das principais vias de grande fluxo de pedestres e motoristas em vários bairros. O serviço é executado pela empresa Engie, vencedora de licitação.

A escolha desses 34 locais para receber o projeto inicialmente prevê a melhoria imediata da segurança pública nestas regiões da cidade. A execução deve acontecer em breve.

 Todos os últimos detalhes envolvendo a PPP foram acertados durante reunião no Centro Administrativo, envolvendo representantes da Prefeitura e da Verificadora Independente, que acompanhará a concessionária durante os cinco anos iniciais. O encontro é uma das formas de garantir o cumprimento de todas as medidas assinadas em contrato por parte da concessionária, garantindo transparência e suporte ao longo da concessão.

As demais vias do município serão atendidas em duas outras fases, iniciadas na sequência. A previsão é de que 75% da modernização ocorra até o 15° mês da fase atual, e a conclusão até o 21° mês. Ao fim de todo o processo, haverá a substituição de aproximadamente 87 mil luminárias. Além de proporcionar melhoria na iluminação, a medida prevê a economia de no mínimo 49,39% no consumo de energia pública sem custos adicionais para os moradores.

A PPP prevê ainda, onde houver necessidade, a troca de braços, relés, cabos, iluminação de destaque e ampliações da rede. Outro destaque é a implantação da telegestão que possibilitará verificação do comportamento de 25% das luminárias através de interface integrada e online com a CCO, o que trará rapidez na detecção de falhas de equipamentos.

Protótipo

Foto: Araípedes Luz – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação 

Nas últimas semanadas, a fase anterior do projeto, considerada de preparação, contou com a modernização em caráter de protótipo de 100 postes e um total de 200 luminárias ao longo da avenida Rondon Pacheco. Durante esse período foram formatadas as premissas de operação, manutenção e atendimentos da empresa em conformidade com a PPP.

Concessão administrativa

A Engie assumiu o contrato por meio da Engie Soluções Cidades Inteligentes e Infraestrutura de Uberlândia S.A. após apresentar o menor valor de contraprestação mensal entre as 11 propostas habilitadas em licitação. Ao custo de R$ 1.063.744,79 por mês, oriundos de parte da Contribuição da Iluminação Pública (CIP) já paga pelo consumidor na conta de energia elétrica, a empresa terá a concessão administrativa na exploração dos serviços de modernização, eficientização, expansão, operação e manutenção da infraestrutura da rede de iluminação pública de Uberlândia.

Também estão entre as obrigações da contratada o controle remoto da iluminação em pelo menos 23% da cidade (telegestão) em até 21 meses, iluminação de destaque em 12 espaços históricos em até três anos, ampliação do número de postes, expansão anual de 550 pontos de luz e melhoria da iluminação em locais de acessibilidade (como as rampas das calçadas), entre outras ações que colocarão a cidade dentro dos padrões da norma vigente para o setor, a ABNT NBR 5101.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também