Notícias

Dmae conclui escavação do túnel subterrâneo do Sistema Capim Branco

Travessia está localizada sob o Anel Viário Leste e vai fazer a interligação entre a Estação de Tratamento de Água e a Caixa de Transição
28 de julho de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Divulgação

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) concluiu nesta semana a escavação da travessia sob o Anel Viário Ayrton Senna, setor Leste, no cruzamento com avenida Pau Furado. Neste momento, está sendo realizada a limpeza e a base de concreto para o assentamento da tubulação. O dispositivo vai interligar a saída de Estação de Tratamento de Água (ETA) àCaixa de Transição, levando água tratada até o reservatório do Custódio Pereira que, em seguida, será distribuída às residências.

A montagem da tubulação, considerada a etapa final, está prevista para começar logo após o assentamento da base e a execução de três caixas de concreto armado. As fases anteriores já concluídas foram a preparação do terreno, abertura do ponto de apoio, escavação e colocação das placas de aço em uma extensão de 87 metros, com diâmetro de 3.000 mm, por onde vai passar uma adutora de 1.900 mm.

A travessia subterrânea é do tipo Tunnel Liner, instalado por meio de método não destrutivo, sem interromper o tráfego nem interferir na pavimentação. A mesma tecnologia foi utilizada há cerca de dois anos, em uma extensão de 26 metros no início da construção da adutora de água tratada, no trecho sob a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), próximo ao bairro Custódio Pereira.

Esta tecnologia está em uso no Brasil há mais de 20 anos e traz como benefício o acesso a adutora em caso de manutenção, não sendo preciso fazer intervenções no tráfego da rodovia, de acordo com a diretoria técnica da autarquia.

Adutoras

Duas adutoras compõem o Sistema Capim Branco conta, uma de água tratada com extensão de 15,5 km, responsável pelo transporte da água da Estação de Tratamento (ETA) até o reservatório do Custódio Pereira. A outra tubulação é de água bruta com extensão de 4,5 km, localizada na margem da estrada rural da Tenda do Moreno, que fará o transporte de água da represa de Capim Branco até ETA. Na primeira etapa, a produção de água será de 2 mil litros/segundo.

Caixa de Transição

Uma caixa de transição, que está com a parte civil 100% concluída, também integra o sistema. Com área de 400 m² e altura equivalente a um prédio de 10 andares, o dispositivo tem capacidade de armazenar 500 mil litros. Esse equipamento é responsável pela passagem do regime de bombeamento, iniciado na captação para o regime de gravidade com destino ao Centro de Reservação do Custódio Pereira.

Capim Branco

O sistema Capim Branco, localizado na região da Tenda do Moreno, começou a ser idealizado em 1995, sendo retomado e financiado em 2012. As obras seguem em estágio avançado com a parte civil praticamente concluída. O investimento da primeira etapa, cuja previsão de entrega é em 2020, é estimado em aproximadamente R$ 336 milhões, financiados e repassados em parcelas pela Caixa conforme o andamento dos trabalhos.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também