Notícias

Uberlândia mantém crescimento do número de empresas ativas

A Rais ano-base 2019, mais recente levantamento sobre relações socioeconômicas do Brasil pelo Ministério da Economia, revelou também aumento no estoque geral de empregos
4 de novembro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Refletindo o trabalho da Prefeitura de Uberlândia para fortalecer cada vez mais o mercado de trabalho e os negócios na cidade, o novo relatório nacional sobre as relações socioeconômicas divulgado pelo Ministério da Economia mostra que o número de empresas ativas e de pessoas formalmente empregadas na cidade cresceu no ano passado em comparação a 2018. Os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) têm como base declarações prestadas pelas organizações com referência ao período de janeiro a dezembro de 2019.

“Quando assumi a atual gestão em 2017, estávamos em um cenário de decréscimo no número de empresas em nossa cidade. Arregaçamos as mangas e fomos buscar formas de recuperar a nossa economia e, com muito empenho, esforço, vontade de fazer, conseguimos conquistar a confiança do empresariado. Acredito que isso tem sido fundamental especialmente agora, que estamos no meio de uma pandemia: apesar dos desafios, os empregos voltaram a crescer em junho e os investimentos continuam chegando”, avalia o prefeito Odelmo Leão.

Mais trabalho e emprego

Conforme a Rais, em 2019, Uberlândia registrava 38.687 estabelecimentos, quase 1% a mais do que os 38.410 contabilizados em 2018. O resultado confirma a retomada econômica da cidade nos dois últimos anos, uma vez que, entre 2015 e 2016, houve movimento de queda na quantidade de empresas ativas. “Construção Civil” (com saldo de +856 estabelecimentos) e “Serviços” (com +439) puxaram o bom desempenho.

AnoEstabelecimentos ativos
201838.419
201938.687

        Fonte: Ministério da Economia

Além disso, o estoque de 219.322 empregos formais no ano passado foi o maior desde 2015, quando ficou em 215.700. No comparativo com 2018, a empregabilidade cresceu 4,24%.

AnoEstoque de empregos (celetistas e estatutários)
2018210.389
2019219.322

         Fonte: Ministério da Economia

Fortalecendo a cidade

O fortalecimento de setores prioritários, como saúde, educação e social, aliado a políticas que facilitam o acesso da população aos serviços públicos estão no cerne da força-tarefa que a gestão montou junto às secretarias municipais para reestruturar a cidade, criando um ambiente sólido e com processos simples e transparentes.

O programa “Uberlândia Integrada” e as obras do Sistema de Captação de Água Capim Branco são exemplos das melhorias em infraestrutura que estão em andamento. Para tornar cada vez mais célere a abertura de empresas, o empreendedor conta com diversos procedimentos on-line, como “Alvará Sanitário On-line”, o “Alvará num clique” e a “Restrição Urbanística On-line” (confira aqui). Para quem está começando ou busca fortalecer ainda mais seu empreendimento, há a plataforma “Mais Negócio”, com capacitação e cursos pela internet, e a consultoria Agente Local de Inovação (ALI).

Entre janeiro de 2017 até o momento, Uberlândia captou ao menos R$ 3 bilhões em investimentos privados nos mais diversos setores, contemplando empreendimentos como os de telecomunicações, energia renovável, supermercados, transporte, alimentação, indústria química, shopping, cooperativa de crédito, entre outros.  

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também