Notícias

COMPDEC alerta sobre chuva forte para Uberlândia

Defesa Civil mantém em alerta equipes de pronta resposta equipadas para atuar assim que acionadas, caso necessário
16 de novembro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil – COMPDEC alerta que estão previstas chuva forte em Uberlândia para esta segunda (16). Persiste o alerta de que possibilidade de risco de raios, vendaval, granizo e precipitação intensa.

A COMPDEC recomenda que a população evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes e áreas de alagamentos. Os condutores também são aconselhados a não estacionar perto de árvores isoladas ou linhas de energia elétrica.

A atenção no trânsito deve ser redobrada para evitar acidentes, especialmente em pistas alagadas e escorregadias. A população deve ter atenção ao transitar pelas avenidas Rondon Pacheco, Segismundo Pereira, Anselmo Alves dos Santos, Minervina Cândida e Getúlio Vargas.

Recomendações em caso de chuvas:

– Evitar áreas de inundação e não trafegar em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva, pois o seu nível pode se alterar rapidamente podendo acarretar transbordamentos;

– Adverte para que não se abrigue debaixo de árvores e estacione veículos, pois elas podem cair e ocasionar graves acidentes. Atenção especial também em áreas de encostas, morros e com enxurradas bruscas;

– Tenha um lugar previsto, seguro, onde você e sua família possam se alojar no caso de uma inundação, alagamento ou risco de desabamento;

– Limpe o telhado e canaletas de águas para evitar entupimento;

– Retire todo o lixo e leve para áreas não sujeitas a enxurradas, inundações e alagamentos, preferencialmente deposite na lixeira elevada;

– Se você morar ou possuir comércio em áreas sujeitas à alagamentos e inundação coloque seus móveis e estoques em lugares altos;

– Colabore com a abertura de deságues para evitar o estancamento de água, pois pode causar muitos prejuízos, principalmente para a saúde;

– Não utilizar alimentos atingidos pela água de enchente ou inundação e nem beber água de enchente ou inundação;

– Não jogar lixo nos bueiros e boca de lobo, nem nos córregos e rios, para não obstruir o escoamento da água;

– Não amontoe sujeira e lixo em lugares inclinados porque eles entopem a saída de água e desestabilizam os terrenos provocando deslizamentos;

– Não deixar crianças brincando na enxurrada ou nas águas dos córregos, pois elas podem ser levadas pela correnteza ou contaminar-se, contraindo graves doenças, como hepatite e leptospirose;

– Não coloque lixo nas ruas que seja de fácil propagação com o vento;

– Não deposite materiais de construção nas calçadas, pois será levado pela enxurrada e provocar o entupimento das bocas de lobo;

– Revise o madeiramento de sua casa;

– Reforce a amarração de seu telhado;

– Desligue os aparelhos elétricos das tomadas e o gás;

– Abaixe para o piso todos os objetos que possam cair, dentro das residências, com o vento forte (exceto em área inundável);

– Se você observar aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil no 199;

Em caso de raios, se estiver na rua:

– Não permaneça em áreas abertas como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos;

– Não fique no alto de morros ou no topo de prédios;

– Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;

– Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas;

– Evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios (pequenas construções não protegidas, tais como celeiros, tendas ou barracos, veículos sem capota como tratores, motocicletas ou bicicletas);

– Evite estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica;

– Evite estruturas altas tais como torres, de linhas telefônicas e de energia elétrica;

Se estiver dentro de casa:

– Não use telefone com fio;

– Não fique próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas;

– Não tocar nem usar equipamentos elétricos que tenham sido molhados ou estejam ligados a rede elétrica e/ou em locais inundados ou alagados, pois há risco de choque elétrico e

curto-circuito;

– Jamais se aproxime de cabos elétricos arrebentados. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Bombeiros (193) e Defesa Civil (199).

Dicas para dirigir com segurança em dias de chuva

1 – MANTENHA DISTÂNCIA DO VEÍCULO À FRENTE

Se manter uma distância segura do veículo que está na sua frente já é recomendado em tempo seco, em dias de chuva é fundamental. A pista molhada e escorregadia facilita colisões, principalmente em caso de freadas bruscas. Uma distância segura é cerca de dez metros, o que equivale a mais ou menos dois carros.

2 – TENHA CUIDADO COM A AQUAPLANAGEM

Ao passar por cima de uma lâmina d’água, o carro perde o contato direto com o asfalto e derrapa. A esse fenômeno chamamos de aquaplanagem. Para evitar a armadilha, tenha sempre os freios em dia e os pneus em bom estado. Ao perceber que o carro perdeu o contato com o solo, mantenha a calma, fique com as duas mãos no volante, tire o pé do acelerador e não pise nos freios nem vire a direção.

3 – PARE O CARRO SE A CHUVA ESTIVER MUITO FORTE

A chuva aumenta e você percebe que a visibilidade está ficando prejudicada, tanto que nem o limpador de para-brisa está dando conta do recado. Nessa hora, o mais indicado é parar no acostamento ou em um local seguro e aguardar a tormenta passar. E, se parar no acostamento, não esqueça: ligue o pisca-alerta para que o veículo que vem atrás veja você e não bata no seu carro.

4 – USE FAROL BAIXO

Na estrada, já é lei. De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, é obrigatório o uso de farol baixo nas estradas, mesmo nos perímetros urbanos. Nos dias de chuva, eles melhoram a visualização dos outros veículos, principalmente se houver neblina. E nada de farol alto, porque ele reflete diretamente nas gotas de chuva, prejudicando a sua visão e a dos outros condutores.

5 – GUIE-SE PELAS LINHAS E TACHÕES NO SOLO

Quando a chuva prejudica a visibilidade e a estrada não tem boa iluminação, uma dica de ouro para não perder o traçado da pista é usar como referência os tachões refletivos que separam as faixas. Principalmente à noite, quando a pista molhada reflete as luzes dos veículos.

6 – UTILIZE O LIMPADOR DE PARA-BRISAS

Além de óbvio, usar o limpador de para-brisas é obrigatório por lei. Dirigir sob chuva sem acioná-lo é considerado infração de natureza grave, segundo o Código Brasileiro de Trânsito. Se perceber que o limpador não está sendo eficiente, pare no primeiro posto de gasolina para fazer a troca das palhetas. A ação do tempo pode ter ressecado as borrachas. Fique atento!

7 – LIGUE OS DESEMBAÇADORES

Além de acionar o desembaçador traseiro ao primeiro sinal de chuva e escolher a velocidade correta do limpador de para-brisas, ligue o ar-condicionado, direcionando a saída de ar para o vidro. Se o seu veículo não tiver ar-condicionado, acione o sistema de ventilação ou deixe uma abertura na janela para que o ar circule.

8 – EVITE FAZER ULTRAPASSAGENS

A pista molhada torna qualquer manobra muito mais arriscada. Por isso, avalie se a ultrapassagem é realmente necessária, principalmente se você estiver numa pista de mão dupla. Tenha plena certeza de que é possível ultrapassar o veículo à frente com total segurança antes de tomar essa atitude. No trânsito, paciência é um grande copiloto!

9 – CUIDADO COM VIAS ALAGADAS

Nunca tente trafegar por uma via alagada sem ter plena certeza da profundidade de todo o trajeto. Observe os veículos que estiverem passando. Se a água chegar à altura da metade da roda, dê meia-volta. Se resolver se arriscar, engate a primeira marcha e mantenha velocidade constante.

10 – DIRIJA COM AS DUAS MÃOS NO VOLANTE

Evite dirigir somente com uma das mãos. Com chuva, a atenção dos motoristas precisa ser redobrada, não só nas rodovias, mas também nas ruas e avenidas das cidades. Redobre a atenção, seja sempre paciente no trânsito e, se houver tormenta ou tempestade, pare e espere passar.

Jamais se aproxime de cabos elétricos arrebentados.

Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Bombeiros (193) e Defesa Civil (199).

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também