Notícias

Programa Novo Agro lançará selo de certificação para produtores

Iniciativa transformou atuações no campo e agora certificará produtores participantes
4 de dezembro de 2020
Cleiton Borges/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Desde novembro de 2017, o apoio aos pequenos produtores e o fomento ao agronegócio alcançaram um novo patamar com a implantação do Programa de Desenvolvimento de Novos Negócios Rurais, o Novo Agro. Elaborado pelas Secretarias Municipais de Agropecuária, Abastecimento e Distritos; e Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, mais de duas mil pessoas foram beneficiadas pelas ações desde então. A iniciativa fomenta negócios em seis pilares: Agroecologia, Agroindústria de Pequeno Porte, Avicultura Caipira, Piscicultura, Gastronomia e Turismo Rural.

A novidade agora será a entrega do “Selo Novo Agro” em um evento promovido pela Prefeitura de Uberlândia neste mês. A iniciativa irá certificar os produtores participantes do programa, que, desde o seu lançamento, cumpriram com todas as normas e ações para ser profissionalizarem, agregando valor aos seus empreendimentos e incentivando que outros produtores sigam o mesmo caminho.

“Presenciar o desenvolvimento do produtor, o aumento da renda e a geração de empregos é o melhor resultado que a gente pode ter. O Novo Agro é reconhecido pela sua extensão, já que a gente acompanha o produtor desde a escolha da atividade até a regularização e comércio do produto, e o selo Novo Agro vem para certificar os produtores que, desde 2017, estão seguindo as ações e hoje estão aptos a comercializarem de forma legal seus produtos”, destacou a secretária de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, Walkiria Naves.

Todas as atividades propiciaram uma atuação mais profissionalizada dos produtores uberlandenses. O programa já alcançou inúmero resultado e rendeu ao prefeito Odelmo Leão o Prêmio Sebrae de Prefeito Empreendedor.

Conheça mais sobre os pilares:

  • Agroecologia: Esta técnica consiste em um sistema de produção que elimina o uso de agrotóxicos e adubos sintéticos, prezando por práticas totalmente naturais no cultivo. Neste pilar, foram implantados 23 sistemas agroflorestais, que só foram possíveis através de capacitações, visitas à propriedade de outros municípios e workshops.
  • Agroindústria: Queijo artesanal, requeijão, doces e inúmeros outros produtos tão comuns na mesa da população só são obtidos graças à agroindústria, que é a transformação de matérias-primas obtidas pelas atividades agrícolas, florestais ou agropecuárias em novos produtos. Neste pilar, o foco da Prefeitura é melhorar a qualidade higiênico-sanitária das iguarias, auxiliar os produtores no processo de regularização para diminuir o comércio de mercadorias clandestinas, fomentar novos mercados à agricultura familiar e de pequeno porte, promover melhorias nos rótulos e agregar valor aos itens.
  • Avicultura Caipira: Esse é o mais recente pilar inserido no programa Novo Agro. A inclusão do ramo aconteceu devido à importância do frango caipira para a economia regional e o volume de comercialização dos ovos e da carne. Em pouco mais de um ano de atividades, foram 186 produtores atendidos, 193 visitas realizadas e 37 plantéis legalizados.
  • Piscicultura: Uma nova legislação, reabertura de um centro de pesquisa e capacitações gratuitas. Essas foram algumas das conquistas que beneficiaram dezenas de produtores de peixe.
  • Gastronomia: A riqueza da culinária mineira é reconhecida pela sua alta qualidade e diversidade. Por isso, a Prefeitura tem feito uma série de eventos para valorizar as delícias regionais. O Mercado Municipal, um dos pontos turísticos mais tradicionais da cidade, sediou três edições do Circuito Gastronômico, que teve objetivo de fomentar a cozinha local por meio da elaboração de receitas típicas utilizando ingredientes fornecidos por produtores cadastrados. A cada edição, um ingrediente foi o grande protagonista- são eles: queijo mineiro, pescado e o frango caipira.
  • Turismo rural: Uma extensa área verde, recursos hídricos e estabelecimentos especializados em lazer fora do ambiente urbano são alguns dos atrativos de Uberlândia. Depois de ser excluído do Mapa do Turismo Brasileiro em 2016, o município voltou a figurar no documento oficial que reúne os principais atrativos do país. Entre as ações da gestão está a catalogação de atrativos, que mapeou os serviços e infraestruturas capazes de atrair pessoas para lazer ou negócios, como hotéis fazenda, pesque-pagues e restaurantes.

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em