Notícias

Força-tarefa da Prefeitura ameniza efeitos da chuva

Servidores municipais prestaram auxílio à população em vários pontos da cidade
9 de dezembro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Uma força-tarefa empreendida pela Prefeitura de Uberlândia foi imediatamente iniciada durante e após as fortes chuvas que atingiram Uberlândia no final da tarde e início da noite desta terça-feira (8). Equipes municipais foram às ruas para realizar diversos trabalhos emergenciais e realizar monitoramentos de pontos de alagamentos, orientações a motoristas, limpezas de vias, desobstruções de bueiros e bocas de lobo, sinalizações de locais com riscos à população e outros tipos de atendimentos a moradores em diferentes bairros. Além de várias secretarias municipais, os trabalhos contaram com o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) e de toda a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec). O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar também auxiliaram com monitoramentos e intervenções.

Os trabalhos foram realizados em diversos pontos da cidade. Nesta quarta-feira (9), uma das frentes se concentrou no bairro Altamira, no cruzamento das avenidas Presidente Médici, Liberdade e das Américas e ruas Blanche Galassi e Marieta de Castro Santos. Neste local, além de orientações aos motoristas, foram feitas limpezas das vias para retirada de massa asfáltica danificada e entulhos.

Força-tarefa da Prefeitura ameniza efeitos da chuva 1
Foto: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Outro local que recebeu rápida intervenção foi a avenida Rondon Pacheco que teve trechos do asfalto retirados devido ao volume das águas. Parte da calçada da avenida Benjamin Alves dos Santos, sobre o córrego Lagoinha, cedeu e recebeu grande quantidade de lama. Neste local foi feita a limpeza e sinalização da via e posteriormente serão feitos os reparos na calçada. Também receberam intervenções avenidas como a Anselmo Alves dos Santos (Tibery / Santa Mônica) e Professora Minervina Cândida Oliveira, que percorre várias bairros da cidade.

Também foram feitas rondas por ruas e avenidas com o objetivo de catalogar eventuais danos ao patrimônio público e à população e obter relatórios completos da situações.

Força-tarefa da Prefeitura ameniza efeitos da chuva 2
Foto: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

Após os reparos emergenciais, os trabalhos que demandam maior logística, como a reconstrução de pavimentos e outras estruturas mais comprometidas, continuarão nos próximos dias.

Volume de chuva

Força-tarefa da Prefeitura ameniza efeitos da chuva 3
Foto: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

As chuvas tiveram um volume muito grande de precipitação em um curto período de tempo. Dados preliminares da Defesa Civil apontam que choveu cerca de 35% do que era esperado para o mês de dezembro, quando a média climatológica de precipitação é de 293 mm. Em alguns pontos da cidade as precipitações foram acima de 100 mm em cerca de quatro horas.

Em caso de perigo, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone 199. Corpo de Bombeiros pelo 193 e Polícia Militar pelo 190.

Orientações da Defesa Civil:

Antes das chuvas:

– Fazer manutenção nos telhados, desobstruir os canos das lajes, limpar as calhas, conferir se as telhas estão pregadas;

– Não jogar lixo ou entulho em bueiros, quintais e ruas. Sempre colocar os sacos de lixo nas lixeiras, evitar deixá-los diretos na calçada.

– Reforçar muros e paredes que tenham perigo de cair;

– Fazer revisões nas instalações elétricas;

– Desligar os aparelhos elétricos, quando perceber chuvas fortes acompanhadas de raios;

– Colocar móveis e outros pertences em lugares altos, caso sua moradia esteja localizada em locais sujeitos a alagamento;

– Acompanhar os boletins de avisos e alertas dos Institutos de Meteorologia pela internet ou pelos órgãos da imprensa.

Durante as chuvas

– Manter-se atento aos níveis das águas;

– Manter portas e janelas da casa fechadas para evitar entrada de ventos fortes e animais;

– Não se proteger embaixo de árvores, pois elas atraem raios e, se houver granizo, é aconselhável que se abrigar em lugares seguros, com boas coberturas;

– Não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos;
– Não se arriscar em atravessar à pé ou com veículos em ruas e pontes alagadas ou com enxurradas;
– Se a casa estiver em risco de alagamento ou desabamento, chamar imediatamente a Defesa Civil  e  o Corpo de Bombeiros;

– Em caso de alagamento é recomendado evitar contato com as águas, pois além da contaminação que pode causar graves doenças, há também o risco de choque elétrico.

Depois das chuvas:

– Verificar as instalações elétricas antes de ligá-las;

– Fazer revisões de possíveis danos em moradias (paredes, telhados, etc);

– Ter cuidado com animais (aranhas, cobras e ratos em casa);

– Verificar se houve obstrução de ralos, bueiros e calhas.

Orientações aos motoristas:

– Evitar trafegar em vias alagadas, procure sempre rotas alternativas ou aguarde a chuva passar em lugar seguro;

– Em dias nublados, evitar deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas;

– Não estacionar veículos em regiões íngremes e próximas a postes durante as chuvas;

– Durante a incidência de raios, a melhor proteção é permanecer no interior do veículo;

– Checar o bom estado dos limpadores, das borrachas das paletas e do motor dos limpadores;

– Certificar-se que o desembaçador está funcionando corretamente;

– Ligar as luzes durante uma chuva intensa (mesmo que seja dia claro) para que outros motoristas vejam o veículo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também