Notícias

Estação de Tratamento de Esgoto Uberabinha passará por reforma e ampliação

15 de dezembro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Após os avanços na produção de água potável com o início da pré-operação do Sistema Capim Branco, o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) passa a priorizar o tratamento de esgoto com a reforma e ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Uberabinha. A revitalização terá um investimento da ordem de R$ 65 milhões e vai aumentar em 45% a capacidade da unidade. Localizada no Distrito Industrial, na margem direita do rio Uberabinha, a estação é responsável pelo tratamento de 95% do esgoto coletado em Uberlândia. Após aprovação do Legislativo na semana passada, o projeto aguarda sanção do poder Executivo.

A reforma prevê melhorias na pré-operação da etapa de desarenação, com a substituição do sistema de remoção de areia dos reatores, construção de dois novos reatores e reforma dos 12 reatores existentes. Além da construção de um terceiro canal de flotação, que vai aumentar a capacidade de tratamento de esgoto em cerca de 45%, passando dos atuais 2,2 mil l/s para 3,2 mil l/s (litros por segundo).

De acordo com o gerente de tratamento de esgoto, Marcelo Costa, a última reforma da ETE ocorreu em 2012 e as melhorias vão ampliar a capacidade de tratamento, corrigir a corrosão nos reatores e atualizar os equipamentos. “Com a revitalização, vamos atender o aumento da demanda relacionada ao esgotamento sanitário”, explicou. 

O tratamento de esgoto é realizado em quatro etapas (preliminar, biológico, desidratação do lodo e flotação). A flotação é um dos últimos processos e consiste na redução da carga orgânica, proveniente da etapa biológica, como também no adensamento do lodo físico-químico que foi produzido nos canais de flotação.

ETE Uberabinha

A ETE Uberabinha, localizada no Distrito Industrial, é a estação responsável pelo tratamento de 95% do esgoto coletado em Uberlândia. Os outros 5% estão concentrados na unidade dos bairros Aclimação e Ipanema. Atualmente, a estação tem capacidade de tratar o esgoto de uma população equivalente a 806.400 habitantes, sendo que sua capacidade total é para 889.260 habitantes.

A operação da ETE Uberabinha foi iniciada em 2003 e passou por melhorias no período de 2010 a 2012, quando foi realizada a reforma de oito reatores anaeróbios, construção de mais quatro e uma central de desidratação de lodo. O Dmae conta também com outras sete ETEs (Aclimação, Ipanema, Marielza, Martinésia, Cruzeiro dos Peixotos, Tapuirama e Miraporanga). Na zona urbana, a cidade alcança 100% de esgoto coletado e tratado.

Nova ETE

Em paralelo à reforma, o Dmae já iniciou os estudos para a construção de uma nova estação de tratamento de esgoto, na margem esquerda do rio Uberabinha. A ideia é ampliar a capacidade de tratamento dos resíduos, de forma semelhante ao que foi feito com a ampliação no tratamento de água. Com a reforma e a nova ETE, o Dmae terá capacidade de atender na parte de esgoto uma população de 1,5 milhão de habitantes.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também