Notícias

Dmae adota nova tecnologia BIM em projetos de engenharia

Autarquia adquiriu software e está fazendo treinamento de equipes para uso do sistema
25 de janeiro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Uma nova tecnologia que promete revolucionar o setor da construção civil já está sendo adotada pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). O BIM (Modelagem de Informações da Construção) é uma metodologia que inova na execução de uma obra por meio de projeção em 3D e traz como benefícios rapidez, transparência, trabalho colaborativo e redução de custos. No fim de 2020, a autarquia adquiriu os softwares e agora está realizando treinamentos com equipes para uso nos próximos projetos e obras em Uberlândia.

A diretora de planejamento e projetos do Dmae, Angélica Spirandelli, destacou o ganho em eficiência e qualidade técnica do projeto à execução da obra. O sistema também permite o compartilhamento das informações com todos os envolvidos, reduzindo os riscos de conflitos entre as partes físicas, hidráulicas e elétricas da obra.  “Com a modelagem virtual, conseguimos antecipar problemas que poderiam surgir no canteiro de obras. Assim, evitamos atrasos e temos mais rapidez nas decisões do andamento da construção”, explicou.

O BIM é um sistema de informações tecnológicas que se apresenta em uma plataforma virtual tridimensional de modelagem e gerenciamento das atividades inerentes ao projeto e à construção de obras de engenharia. Todas as etapas da execução de um empreendimento podem ser acompanhadas virtualmente. Neste sistema, também são compartilhadas informações técnicas, como dimensões da parede, rede de água e esgoto, parte elétrica etc.

A tecnologia BIM se tornou obrigatória em 2021 no desenvolvimento de projetos de arquitetura e engenharia para construções de grande relevância na administração pública federal, conforme o decreto 10.306/2020. Já em 2024, a obrigatoriedade abrangerá a execução direta ou indireta de obras desse porte. Com os treinamentos e a aquisição de software, o Dmae avança no uso desta metodologia, exigida na esfera pública federal. 

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também