Notícias

Sistema Capim Branco recebe visita de engenheiros da Asseng

Diretores do Dmae apresentaram as instalações da ETA e da captação de água bruta na represa
19 de fevereiro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

As instalações do Sistema Produtor de Água Capim Branco, do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), receberam a visita de dez membros da Associação dos Engenheiros de Uberlândia (Asseng). O local fica na comunidade rural Tenda do Moreno. O diretor geral do Dmae, Adicionaldo dos Reis Cardoso, e o diretor técnico da autarquia, Geraldo Sílvio, apresentaram aos engenheiros as etapas do tratamento de água.

Atualmente, o sistema está em pré-operação e passa por testes de funcionamento. O Capim Branco vai reforçar os dois sistemas de abastecimento existentes (Sucupira e Bom Jardim) e, quando interligados, vão fornecer água para 1,5 milhão de habitantes.

“Os engenheiros da Asseng constataram a vultosidade da obra e viram os pontos de sustentabilidade no fornecimento de água para Uberlândia”, contou Adicionaldo Cardoso após a visita.

O presidente da Asseng, Michel Sinclair, ressaltou que a obra impressiona pela grandiosidade. “É um dos maiores projetos de infraestrutura aqui de Uberlândia. Uma obra de primeiro mundo, com investimentos para enfrentar uma crise hídrica”, disse.

Ao apresentar os diversos setores da estação, Geraldo Sílvio destacou que os profissionais puderam conhecer a dimensão da obra. “Como são pessoas que têm um conhecimento técnico da área, eles vão falar dos aspectos importantes da obra para a comunidade.”

As visitas ao sistema Capim Branco também integram o projeto “Água Vida”, contrapartida social da obra. Nesse evento, também foram seguidos os protocolos de segurança de enfrentamento à Covid-19, como o uso de máscaras e álcool em gel, por exemplo.

Sistema Capim Branco recebe visita de engenheiros da Asseng 1

Sistema Capim Branco

Localizado na comunidade rural da Tenda do Moreno, o Sistema Capim Branco ocupa uma área de 129.243,95 m² (ETA e Captação) e é composto por uma estação de tratamento, 20 km de adutoras, reservatório com capacidade de 10 milhões de litros, unidade de tratamento de resíduos, casa de química, elevatória de bombas, caixa de transição, painéis elétricos, subestação e canal de captação de água bruta. O sistema foi planejado para ser ampliado em uma segunda e terceira etapas, com capacidade de triplicar a produção de água (6 mil litros por segundo).

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também