Notícias

Mulheres destacam a importância da prática de atividades físicas

Profissionais, atletas e alunas ressaltam a importância da Futel na busca por uma melhor qualidade de vida
8 de março de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Dedicação, força, garra e concentração são características presentes no cotidiano de todas as mulheres. No esporte, essas habilidades se tornam ainda mais necessárias, como no caso das mais de 30 profissionais de educação física da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel).

Uma delas é a professora Karine Fernandes. “Nesse Dia Internacional da Mulher, fico muito feliz ao perceber que preconceitos estão sendo banidos e renunciados a cada dia. Tenho muito orgulho de ser mulher e da minha profissão, pois é gratificante poder contribuir para a saúde e a qualidade de vida de tantas pessoas”, ressaltou.

No alto rendimento, essas habilidades também são indispensáveis. Prova disso é o grande número de conquistas nacionais e internacionais obtidas pela halterofilista Amanda Sousa, do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU), uma das muitas paratletas apoiadas pela Futel. “Quando comecei a competir, em 2010, o cenário brasileiro contava com apenas seis mulheres nessa modalidade. Também era muito presente aquele pensamento preconceituoso de que nós não tínhamos força suficiente para praticar esse esporte. Hoje, felizmente, o preconceito tem sido deixado de lado e o halterofilismo tem crescido muito entre as mulheres, inclusive em Uberlândia, onde o apoio da Futel é essencial para isso”, disse.

A Futel também é responsável por diversos espaços voltados à prática de atividades físicas, como o Parque do Sabiá. “Para nós, mulheres, mesmo atividades cotidianas podem ser perigosas, por isso faço questão de estar apenas onde me sinto segura, como é o caso do Parque do Sabiá. No local, sei que posso caminhar com total liberdade e segurança, graças ao excelente trabalho desenvolvido pela Futel”, completou a frequentadora Isabella Diniz, moradora do bairro Santa Mônica.

Apesar de as atividades estarem paralisadas por conta da pandemia da Covid-19, a Futel conta também com mais de 7 mil alunas cadastradas em diversas atividades físicas, como hidroginástica, mix dance, vôlei, ginástica artística e natação. O número corresponde a mais da metade dos 13 mil alunos cadastrados atualmente.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também