Notícias

Prefeitura realiza semanalmente mais de 11 mil testes para Covid-19

Testagem da população é uma das estratégias adotadas no combate à disseminação da doença; taxa de contágio começou a cair
10 de março de 2021

O trabalho da Prefeitura de Uberlândia no enfrentamento à Covid-19 tem se dividido em várias frentes no objetivo constante de combater a disseminação do vírus. Além de medidas preventivas e investimentos no tratamento e acompanhamento de pacientes, o Município tem adotado outras estratégias recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como mapeamento dos casos de infecção e a testagem da população. Desde fevereiro deste ano, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde, mais de 11 mil testes (entre os tipos rápido, RT-PCR e de sorologia) são realizados em média semanalmente (confira dados), somando mais de 46 mil pessoas testadas em um mês.

“Desde o início da pandemia, procuramos adotar na Rede Municipal de Saúde o que há de melhor e mais viável para testar a população. E temos feito isso de forma consistente ao longo desses meses. Além de logicamente nos ajudar na identificação dos casos positivos, a testagem nos dá indícios sobre o comportamento do vírus, sendo uma referência importante para sabermos quais ajustes precisamos fazer nas políticas adotadas”, explicou o secretário municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues.

Na primeira semana de fevereiro, contada a partir do dia 6, foram feitos 11.717 testes, enquanto na última semana do mês, que seguiu até 5 de março, houve 11.867 testagens.

Taxa de contágio começou a ceder

O ritmo de proliferação do novo coronavírus (cujo cálculo considera o número de testes positivos mais os notificados com síndrome respiratória) sofreu dois fortes impactos neste último mês: o primeiro com a deliberação número 4, definida no começo do mês pelo Comitê de Enfrentamento à doença, e o segundo com a deliberação número 6, de 22 de fevereiro. A partir desse último documento, foi mantido o toque de recolher diário das 18h às 5h, ampliando as medidas para autorização de abertura de lojas físicas apenas dos serviços essenciais e adoção de lei seca, entre outras.

Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), essas restrições mais duras adotadas pela Prefeitura de Uberlândia já estão surtindo efeito. Se até 4 de fevereiro deste ano a taxa de contágio da doença estava em quase 1,25 (100 infectados têm potencial para transmitir o coronavírus para outras 125 pessoas), o monitoramento feito até o fechamento da semana até 1º de março aponta que o índice caiu para 1,04 (100 infectados transmitem para outras 104 pessoas).

Apesar dessa queda, ainda é preciso manter todos os esforços para afastar os riscos atuais da pandemia. A taxa de contágio considerada estável pelos especialistas está abaixo de 1, bem como o índice seguro para um retorno mais amplo das atividades, que fica em 0,5 (quando duas pessoas com a doença têm potencial para infectar somente uma outra).

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em