Notícias

Chuva desta segunda-feira (12) deixa Uberlândia em alerta laranja

População pode receber alertas de chuva via SMS; aviso é para precipitação com possibilidade de raios, vendaval e granizo
15 de março de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Devido à chuva que atinge Uberlândia na tarde desta segunda-feira (15), a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) emitiu um alerta laranja. O aviso refere-se à possibilidade de chuvas fortes, vendaval, raios e granizo na cidade ao longo do dia. Neste caso, a Defesa Civil conta com diversas diversas dicas de segurança para a população (veja mais abaixo)

A COMPDEC recomenda que a população evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes e áreas de alagamentos. Os condutores também são aconselhados a não estacionar perto de árvores isoladas ou linhas de energia elétrica.

A atenção no trânsito deve ser redobrada para evitar acidentes, especialmente em pistas alagadas e escorregadias. A população deve ter atenção ao transitar pelas avenidas Rondon Pacheco, Segismundo Pereira, Anselmo Alves dos Santos, Minervina Cândida e Getúlio Vargas.

Alertas Defesa Civil

Além de todas as ações desenvolvidas em conjunto com secretarias municipais e órgãos de segurança, o Município agora também disponibiliza um canal extra para que os moradores recebam alertas de chuva. Basta solicitar inscrição via “Zap da Prefeitura”, acessível pelo número de WhatsApp (34) 9.9774-0616. Após isso, o cidadão irá receber os alertas via SMS.

Para ter o serviço, basta mandar uma mensagem para o Zap da Prefeitura, escolher a opção “7- Alertas da Defesa Civil” dentro do “Zap”. Será solicitado que o usuário informe o nome completo, CPF e o CEP da região da qual deseja receber os alertas. Após o cadastro, as mensagens serão enviadas para o telefone pelo qual o munícipe fez a solicitação, com alertas específicos para o endereço informado e da cidade como um todo.

Recomendações em caso de chuvas:

  • Evitar áreas de inundação e não trafegar em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva, pois o seu nível pode se alterar rapidamente podendo acarretar transbordamentos;
  • Adverte para que não se abrigue debaixo de árvores e estacione veículos, pois elas podem cair e ocasionar graves acidentes. Atenção especial também em áreas de encostas, morros e com enxurradas bruscas;
  • Tenha um lugar previsto, seguro, onde você e sua família possam se alojar no caso de uma inundação, alagamento ou risco de desabamento;
  • Limpe o telhado e canaletas de águas para evitar entupimento;
  • Retire todo o lixo e leve para áreas não sujeitas a enxurradas, inundações e alagamentos, preferencialmente deposite na lixeira elevada;
  • Se você morar ou possuir comércio em áreas sujeitas à alagamentos e inundação coloque seus móveis e estoques em lugares altos;
  • Colabore com a abertura de deságues para evitar o estancamento de água, pois pode causar muitos prejuízos, principalmente para a saúde;
  • Não utilizar alimentos atingidos pela água de enchente ou inundação e nem beber água de enchente ou inundação;
  • Não jogar lixo nos bueiros e boca de lobo, nem nos córregos e rios, para não obstruir o escoamento da água;
  • Não amontoe sujeira e lixo em lugares inclinados porque eles entopem a saída de água e desestabilizam os terrenos provocando deslizamentos;
  • Não deixar crianças brincando na enxurrada ou nas águas dos córregos, pois elas podem ser levadas pela correnteza ou contaminar-se, contraindo graves doenças, como hepatite e leptospirose;
  • Não coloque lixo nas ruas que seja de fácil propagação com o vento;
  • Não deposite materiais de construção nas calçadas, pois será levado pela enxurrada e provocar o entupimento das bocas de lobo;
  • Revise o madeiramento de sua casa;
  • Reforce a amarração de seu telhado;
  • Desligue os aparelhos elétricos das tomadas e o gás;
  • Abaixe para o piso todos os objetos que possam cair, dentro das residências, com o vento forte (exceto em área inundável);
  • Se você observar aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil no 199;
  • Em caso de raios, se estiver na rua:
  • Não permaneça em áreas abertas como campos de futebol, quadras de tênis e estacionamentos;
  • Não fique no alto de morros ou no topo de prédios;
  • Não se aproxime de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;
  • Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas;
  • Evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios (pequenas construções não protegidas, tais como celeiros, tendas ou barracos, veículos sem capota como tratores, motocicletas ou bicicletas);
  • Evite estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica;
  • Evite estruturas altas tais como torres, de linhas telefônicas e de energia elétrica;

Se estiver dentro de casa:

  • Não use telefone com fio;
  • Não fique próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas;
  • Não tocar nem usar equipamentos elétricos que tenham sido molhados ou estejam ligados a rede elétrica e/ou em locais inundados ou alagados, pois há risco de choque elétrico e curto-circuito;
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos arrebentados. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Bombeiros (193) e Defesa Civil (199).
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também