Notícias

Centro de Internação Municipal contabiliza 1 mil pacientes recuperados

Com 102 leitos de enfermaria destinados a pacientes avaliados com grau baixo a moderado da doença, local oferece assistência médica 24h e conta também com equipe multiprofissional
26 de março de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Uberlândia atuou para oferecer atendimento às pessoas que necessitassem de cuidados para o tratamento da Covid-19. Além de reativar um hospital que estava fechado, o município abriu o Centro de Internação Municipal (CIM) para o tratamento exclusivo de pacientes avaliados com grau baixo a moderado. Com o trabalho de uma equipe multidisciplinar oferecido em tempo integral, o local contabilizou, nesta sexta-feira (26), 1 mil pacientes recuperados e que receberam alta hospitalar.  

Para comemorar o retorno dos pacientes diagnosticados com Covid-19 para casa, a equipe do CIM preparou uma celebração especial. “Hoje é um dia de muita alegria para todos nós. Estamos passando por dias conturbados, por isso devemos celebrar a vida, celebrar os mil pacientes que voltaram para as suas casas, para seus familiares. Também homenageamos os profissionais, que fazem parte dessa vitória contra a Covid-19”, destacou o gerente de operações do CIM, Gilberto Costa.

E é essa alegria que estava estampada no rosto da aposentada Lázara Paiva de Araújo. Aos 71 anos,ela fez parte do grupo de pacientes que voltaram para suas casas nesta sexta-feira e deixou um recado para aqueles que ainda estão na luta contra a doença. “Estou muito emocionada, porque não imaginei que isso pudesse acontecer. Sou do grupo de risco, mas tive o apoio de uma equipe maravilhosa e a minha recuperação foi rápida. Eu também não perdi a minha fé, por isso peço a todas que não percam as esperanças”.

Centro de Internação Municipal contabiliza 1 mil pacientes recuperados 1

Após a saída do CIM, os pacientes continuam sendo acompanhados por meio do projeto ‘Alta Responsável’. O trabalho é fundamental para dar continuidade aos cuidados que foram iniciados durante a internação. Segundo o coordenador geral do Centro de Internação, Marco Túlio Ferreira, o trabalho começa com a notícia da alta do paciente. Assim, a equipe multiprofissional (médico, enfermeiro, nutricionista, farmacêutico e assistente social) discute o caso e elabora um plano de cuidado para que os profissionais da atenção primária (UBSF e UBS) deem continuidade.

 “Ao sair da unidade, o paciente deve continuar sendo bem cuidado. Por isso, saem com as recomendações e a primeira consulta após a internação agendada na unidade de saúde de referência”, explicou.

O Centro de Internação Municipal está em funcionamento desde agosto de 2020 e oferece atendimento exclusivo a pacientes diagnosticados com Covid-19. São 92 leitos de enfermaria e nove de emergência para pacientes da rede pública que são avaliados com grau baixo a moderado da doença ou que necessitem de observação médica durante o tratamento da doença.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também