Notícias

Dados indicam desaceleração do contágio por Covid-19 em Uberlândia

Medidas mais rígidas adotadas a partir do dia 22 de fevereiro resultaram na queda da fila de transferência em 85% para UTIs; taxa de positividade na cidade também caiu mais de 10 pontos percentuais
8 de abril de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Prefeitura de Uberlândia tem adotado ações contundentes na guerra contra a doença. Atenta à segunda onda do vírus, mais mortal e provocada pela chegada das cepas manauense e britânica na cidade, o que ocasionou alta demanda por tratamento nas unidades de saúde de Uberlândia, públicas e privadas, foram adotadas medidas austeras para frear a disseminação da doença, como o toque de recolher e a lei seca. Dados do acompanhamento realizado pelo Município revelam que as deliberações adotadas junto ao Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 já tem resultado na desaceleração do contágio na cidade.

Dados indicam desaceleração do contágio por Covid-19 em Uberlândia 1
Fonte: Monitoramento Prefeitura de Uberlândia

A eficiência das ações já é percebida uma vez que, de 21 de fevereiro até esta quinta-feira (8), houve uma redução de 85% na demanda por transferência a partir das UAIs para UTIs de hospitais e de 77% na fila de espera por enfermarias em hospitais. Porta de entrada de pacientes, as UAIs foram equipadas com estrutura de UTI (respiradores, monitores, medicamentos de alta complexidade, equipe médica e enfermagem). As unidades também receberam ampliação de tanques de oxigênio para atender a demanda de pacientes que aguardam a transferência de leitos.

Taxa de positividade

E o ritmo de proliferação do vírus também sofreu impacto na taxa de positividade. Na semana do dia 22 de fevereiro, a taxa de positividade na cidade era de 39,6%, o que significava que a cada 100 suspeitos examinados quase 40 testavam positivo. Já na semana do dia 29 de março, o índice caiu mais de 10 pontos percentuais, para 29%. Ou seja, a cada 100 suspeitos, 29 testaram positivo.

Dados indicam desaceleração do contágio por Covid-19 em Uberlândia 2
Fonte: Monitoramento Prefeitura de Uberlândia

Considerando o período entre o início da pandemia, em fevereiro de 2020, e 8 de abril de 2021, Uberlândia contabiliza 74.542 pacientes recuperados da Covid-19. Parte do alto número de pessoas recuperadas ou em recuperação se deve ao atendimento público municipal amplo, que é responsável pela maior absorção de casos de Covid-19 na rede pública de saúde da cidade, com o acolhimento de 88% dos pacientes transferidos das UAIs, enquanto 12% foram encaminhados para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Investimento municipal é constante

No combate em favor da vida, a Rede Municipal de Saúde foi munida de importantes armas. Logo no início da pandemia, a Prefeitura de Uberlândia desapropriou o hospital Santa Catarina para utilizá-lo exclusivamente no atendimento de pacientes com Covid-19. A abertura dos leitos de UTI foi apenas um dos investimentos feitos pela Prefeitura de Uberlândia para garantir atendimento digno e de qualidade para toda a população – mantendo um compromisso assumido de forma independente da pandemia.

Em toda a rede municipal de Saúde estão disponíveis à população 610 leitos exclusivos para Covid-19, sendo 190 de UTI e 420 de enfermaria. A Rede Municipal de saúde foi reforçada com ampliação de tanques e pontos de oxigênio, equipamentos, profissionais e medicamentos, conforme preconizados pela Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Além disso, a Prefeitura participou, desde o início, das discussões em torno da compra de vacinas para proteger os moradores, dispondo-se a direcionar recursos para essa finalidade. O município segue em busca de mais alternativas para ampliar a cobertura vacinal, como tratativas para adquirir outras vacinas diretamente e adesão a um consórcio para aquisição de vacinas junto à Frente Nacional de Prefeitos.

Também foi implementado um serviço de sanitização para circular diariamente pelas ruas. O atendimento em saúde ganhou apoio da tecnologia, por meio do recurso “Médico Virtual”, disponível pelo “Zap da Prefeitura”.

Para aumentar ainda mais a transparência de suas ações, o Portal da Prefeitura conta com uma página exclusiva com informações sobre o enfrentamento ao novo coronavírus, contendo orientações de prevenção, documentos e decretos, boletim epidemiológico, vacinômetro e todas as medidas adotadas em torno do assunto. Nas redes sociais, as informações também são amplamente divulgadas desde o primeiro dia de combate ao vírus.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também