Notícias

Líder do Executivo requer vacinas da Pfizer/BioNTech para Uberlândia

Ofícios foram enviados nesta quarta-feira (28) ao Ministério da Saúde e ao Governo de Minas reforçando viabilidade técnica e de mobilidade urbana da cidade para receber e aplicar as doses
28 de abril de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O prefeito Odelmo Leão requereu com urgência, nesta quarta-feira (28), que os governos estadual e federal enviem para Uberlândia doses da vacina contra a Covid-19 fabricadas pela Pfizer/BionNTech. Por meio de ofícios enviados ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema, o prefeito reforça que o município tem todas as condições de infraestrutura, com capacidade vacinal e mobilidade urbana (incluindo um aeroporto para voos nacionais e internacionais), para receber, armazenar e aplicar o imunizante de forma adequada na população.

Conforme amplamente noticiado, o Ministério da Saúde orientou a distribuição do primeiro lote da vacina Pfizer/BionNTech às capitais e ao Distrito Federal. O argumento apresentado está nas condições estruturais dessas localidades, que seriam melhores que as de outras cidades brasileiras para receber o imunizante com as exigências do fabricante. Contudo, destaca-se que que Uberlândia atende os requisitos elencados, justificando-se, assim, mudança imediata na metodologia apresentada pelo órgão federal.

Além de estar geograficamente próxima à capital nacional, Uberlândia conta com logística que facilita sua conexão com os principais centros econômicos do país seja por via terrestre ou aérea. O tempo viagem de avião entre Brasília e Uberlândia, por exemplo, é bem inferior que o previsto para outras regiões do país – enquanto a maior cidade do Triângulo Mineiro está a 1h15 de voo, o itinerário entre Brasília e Porto Alegre (RS) é estimado em 2h35, até Natal (RN) são 2h40 e até Manaus (AM) são quase 3h.

Para armazenagem de imunizantes, a Prefeitura de Uberlândia adquiriu e montou dois ultrafreezers que permitem a manutenção de uma temperatura de até -86º C. O município ainda detém um intenso planejamento prévio em benefício da população, o que possibilita que equipes devidamente treinadas estejam de prontidão para aplicar uma média relevante de doses por dia, com previsão de ampliação. O registro de cada dose aplicada é feito de forma contínua por meio de prontuário eletrônico.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também