Notícias

Sistema de captação com bombas anfíbias começa a operar na ETA Sucupira

Novo conjunto de motobombas é mais eficiente e econômico
4 de maio de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Um novo sistema com três motobombas anfíbias começou a operar na última semana na captação de água bruta da Estação de Tratamento de Água (ETA) Sucupira.  Com a iniciativa, o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) moderniza o bombeamento na captação da estação. Dentre os benefícios dos novos dispositivos estão a economia de energia e um aumento na capacidade de vazão.

Os dispositivos foram instalados 1,30 metro abaixo do nível da represa, fora da água, em um novo espaço construído para esta finalidade. A água vai passar pelo rotor centrífugo sendo bombeada para a entrada da estação. O conjunto é composto de uma bomba de 250cv com capacidade de bombeamento de 1 mil l/s e duas bombas de 150cv com capacidade de bombear 500 l/s.

De acordo com o diretor técnico do Dmae, Geraldo Sílvio, o conjunto dos equipamentos tem capacidade de bombeamento de 2 mil litros por segundo, superior em 600 litros à capacidade atual. “Com a modernização na captação de água bruta, nossa estimativa é conseguir também uma economia de 30% a 50% da demanda de energia atual. Este é um ganho significativo principalmente no período de estiagem, em que usamos principalmente o sistema elétrico”, explicou.

Entre os detalhes da instalação das motobombas anfíbias estão a utilização de mais de 500 parafusos com cerca de 15 cm cada, para a colocação dos dispositivos no barrilete montado na área de captação.

Sucupira

A Estação de Tratamento de Água Renato de Freitas, conhecida como Sucupira, foi inaugurada em agosto de 1970 e leva o nome da cachoeira que fica localizada ao lado da estação. Praticamente, metade dos bairros de Uberlândia são abastecidos por esta unidade e capacidade de vazão é de 1,4 mil litros por segundo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também