Notícias

Prefeitura de Uberlândia avança nas discussões sobre a LGPD

Trabalhos são coordenados pelo Comitê de Governança Pública (CGOV) instituído pelo prefeito Odelmo Leão em 2019
18 de maio de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Comitê de Governança Pública (CGOV) apresentou, nesta terça-feira (18), a etapa em que se encontra a implantação em Uberlândia da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) – Lei 13.709, de 2018. O mecanismo legal dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado. O objetivo da lei é proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

De acordo com a secretária de Governo e Comunicação Social, Ana Paula Junqueira, a Prefeitura tem pressa em implantar plenamente a LGPD. “Já melhoramos muito a entrega de serviços, mas queremos que a administração pública seja ainda mais ágil, transparente, segura, confiável e com mecanismos cada vez mais eficazes e menos burocráticos. Isto tudo porque a população tem pressa, necessita e tem direito a bons serviços”, disse ela, que também é coordenadora do comitê.

Durante a reunião online, foi apresentada a necessidade da Prefeitura de Uberlândia fazer o controle de dados pessoais sob o seu domínio, uma vez que cabe a ela evitar usos indevidos destas informações. O Município deve ainda promover a Gestão de Riscos, que consiste em um processo permanente, estabelecido, direcionado e monitorado pela administração, que contempla as atividades de identificar, avaliar e gerenciar potenciais eventos que afetem órgãos ou entidades.

Uma das ações do CGOV foi a aplicação de um questionário online junto aos gestores abordando a implantação da LGPD. A coleta das 24 respostas ocorreu entre os dias 8 e 16 de abril e revelou que mais de 90% dos participantes possuem algum conhecimento sobre a LGPD e reconhecem a implicação prática da lei em seus processos. Também é possível identificar a origem dos dados tratados, enumeras os processos nos quais são necessários o compartilhamento de dados e com quem os mesmos são compartilhados.

Quanto aos principais setores envolvidos na implantação da LGPD, a Prodaub encontra-se em fase de mapeamento de processos internos. A Secretaria Municipal de Finanças elaborou um processo interno de adequação e está em fase de mapeamento dos processos relacionados a proteção de dados. A Secretaria Municipal de Administração está realizando o levantamento das necessidades relativas à LGPD.

Os próximos passos a serem tomados dizem respeito ao fortalecimento da cultura e da conformidade à LGPD. Em ordem de implantação, as etapas contemplariam estudo da lei, treinamentos, definição do encarregado, diagnósticos, mapeamentos, implantação, divulgação e monitoramento.  

Decretos municipais visavam implantação da LGPD em Uberlândia

A reunião foi mais um desdobramento da instituição, determinada pelo prefeito Odelmo Leão, de ferramentas para proteger a administração pública de atos lesivos. Em dezembro de 2019, o prefeito assinou três decretos regulamentando novos programas de governança e anticorrupção no âmbito municipal.

Um dos decretos institui a Política de Governança Pública e Compliance no âmbito da administração pública direta, autárquica e fundacional de Uberlândia. Por governança pública entende-se um conjunto de mecanismos de liderança, estratégia e controle voltadas para avaliar, direcionar e monitorar a gestão, com vistas à condução e geração de resultados nas políticas públicas e à prestação de serviços de interesse da sociedade. Quanto a compliance público, é o alinhamento e adesão a valores, princípios e normas para sustentar e priorizar o interesse público em relação ao interesse privado no setor público.

Outro decreto a Lei Federal Anticorrupção (nº 12.846/13), conhecida também como Lei da Empresa Limpa, que dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos contra a administração pública, nacional ou estrangeira.

Administração municipal investe em boas práticas

Desde 2017, a administração municipal vem investindo em boas práticas de gestão pública, com ênfase na transparência e em ações de prevenção a corrupção e criando robustos mecanismos de fiscalização. Nesse sentido, as principais medidas adotadas no município foram a modernização do portal transparência e dos canais de atendimento ao cidadão e a instituição obrigatória do gestor e fiscal de contrato. Também já foram regulamentados os procedimentos de apuração e aplicação de penalidades das empresas no âmbito licitatório e foi instituída a comissão permanente para padronização e organização de licitações e contratos.

Em agosto de 2019, também foi sancionada uma lei de autoria do Legislativo que proíbiu o Município de conceder incentivos fiscais a empresas envolvidas em corrupção de qualquer espécie ou ato de improbidade administrativa. Foram também criados e disponibilizados aos servidores, manuais e cartilhas pelo Controladoria do Município sobre gestão e fiscalização de contratos, justificativa da despesa no processo de compras e ainda instituído o Plano de Auditoria Interna, para fiscalizar os atos dos agentes públicos.

O que é o Comitê de Governança Pública

O Comitê de Governança Pública (CGov) foi instituído pelo decreto 18.390, de dezembro de 2019 e suas alterações, com a finalidade de assessorar o prefeito de Uberlândia na condução da Política de Governança Pública e Compliance da administração pública municipal direta, autárquica e fundacional.

Programa Municipal de Integridade

Outro assunto abordado durante a reunião foi o convite feito à Uberlândia pela Rede Governança Brasil para a cidade ser piloto na implantação do Programa Municipal de Integridade. A finalidade é reforçar os princípios e valores éticos da administração no que diz respeito a valores éticos, comportamentais e de anticorrupção, entre outros.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também