Notícias

Prefeitura aplica mais de 3,5 milhões de litros de solução com quaternário de amônio

Produto tem aprovação da Anvisa e é um aliado no combate à disseminação da Covid-19
1 de junho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Secretaria de Governo e Comunicação

Há um ano, a Prefeitura de Uberlândia tem contado com um importante aliado no combate à disseminação do novo coronavírus: o quaternário de amônio 5ª geração. Trata-se de um sanitizador aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que é considerado bastante eficaz no combate a micro-organismos. Desde sua adoção, em maio de 2020, mais de 3,5 milhões de litros da solução com o produto foram aplicados em todos os bairros das cinco regiões da cidade.

 “Desde o início da pandemia, tivemos uma grande preocupação em conter o avanço da Covid-19 em todas as frentes, para garantir a maior segurança e acesso aos serviços de saúde a toda a população. Começamos em março, utilizando cloro a 12% diluído em água na aplicação em pontos estratégicos da cidade. A partir de maio, avançamos com a quaternário de amônio, que já era uma referência em países europeus e metrópoles brasileira. É um produto que tem se mostrado seguro e sido de grande ajuda”, explicou o prefeito Odelmo Leão.

No trabalho, são utilizados dois tratores e 20 bombas costais automatizadas para dispersar o sanitizador a 0,05% misturado com água, com uma média de 24 profissionais atuando por dia. Inicialmente, o serviço era feito apenas à noite, mas no decorrer do tempo passou a ter uma programação diurna também.

Prefeitura aplica mais de 3,5 milhões de litros de solução com quaternário de amônio 1

Segundo levantamento feito pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Secretaria Municipal de Saúde, junto à empresa contratada para a execução do serviço, Aerotech Combat, em 12 meses foram sanitizados 258 mil metros quadrados, incluindo 6.750 estabelecimentos.

Os locais que recebem a higienização são escolhidos após a análise de imagens feitas por drones, que sobrevoam a cidade e, por meio de sensores térmicos, identificam as áreas com maior movimentação de pessoas. No período analisado, os drones completaram 1.464 horas de voo. Além das informações obtidas por meio do drone, o trabalho da Prefeitura para higienização de áreas públicas ainda conta com um segundo indicador: o mapa de calor, também gerado pela Vigilância Epidemiológica do município.

A sanitização feita com uma solução de 0,05% do quaternário de amônio e água funciona como uma película que mata os micro-organismos e forma uma camada protetora que mantém o local desinfetado. Diferentemente de outras substâncias, o quaternário de amônio não é tóxico à saúde humana, não causa manchas nem corrói as superfícies. Em ambientes fechados, a recomendação é que o espaço fique isolado por cerca de 60 minutos.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também