Notícias

Força-tarefa fiscaliza eventos clandestinos desde quinta-feira (3)

Medida visou verificar cumprimento do Plano Municipal de Funcionamento das Atividades Econômicas e das normas sanitárias vigentes em Uberlândia
7 de junho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Equipes compostas por fiscais do Procon, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos e Vigilância Sanitária, além da Polícia Militar (PM), percorreram cerca de 629 km com fiscalização consolidada em setores de chácaras, represas e bairros da cidade de quinta-feira (3), feriado de Corpus Christi, até o último domingo (6). A ação visou coibir festas clandestinas e eventos realizados em desconformidade com os protocolos de biossegurança e as normas sanitárias vigentes no município, para evitar a propagação do contágio pela Covid-19.

Conforme balanço consolidado, a operação resultou em 54 orientações, 22 interdições, três multas de R$5mil (proprietário e organizadores de eventos), 55 autuações de multa no valor de R$200.00 para frequentadores. O superintendente do Procon Uberlândia, Egmar Ferraz, esclarece que a fiscalização vai permanecer. “No município, grande fatia da população está fazendo o dever de casa para diminuir a proliferação do vírus e assim não sobrecarregar nosso sistema de saúde, mas, infelizmente, a irresponsabilidade e a falta de empatia de alguns pelo coletivo têm resultado nestes acontecimentos inadmissíveis no atual momento. Para coibir, permaneceremos empenhados com a força-tarefa de fiscalização, com o apoio da Polícia Militar”, pontuou o superintendente.

Denúncias sobre descumprimento do Plano Municipal de Funcionamento das Atividades Econômicas podem ser feitas pelo Zap da Prefeitura (34) 99774-0616, na opção “3 – PROCON”.

Força-tarefa fiscaliza eventos clandestinos desde quinta-feira (3) 1
Foto: Cleiton Borges/ Secretaria de Governo e Comunicação
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também