Notícias

Competição em Dubai define situação de paratletas para os Jogos Paralímpicos

Lara Lima e Mateus Assis precisam se manter entre os oito primeiros colocados no ranking em suas categorias; CPB não enviará nenhum brasileiro à disputa
17 de junho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Os paratletas do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU) – associação parceira da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) – Lara Lima e Mateus Assis seguem em busca de vagas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, competição prevista para acontecer entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro. Para isso, eles precisam se manter entre os oito primeiros colocados no ranking paralímpico de halterofilismo em suas categorias. Atualmente, Lara ocupa a sexta colocação na categoria “Até 41 kg” e Mateus o oitavo lugar na categoria “Até 107 kg”.

O ranking pode ter mudanças nos próximos dias, já que a última competição a validar índices para os Jogos Paralímpicos será disputada entre 19 e 26 de junho, em Dubai, nos Emirados Árabes. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), no entanto, não levará paratletas brasileiros para a disputa.

“Estamos na torcida para que os índices alcançados por Lara e Mateus não sejam superados em Dubai. Caso consigam se manter entre os oito primeiros colocados no ranking, ambos estarão automaticamente garantidos nas Paralimpíadas de Tóquio”, explicou o profissional de educação física da Futel, Weverton Santos, treinador da equipe CDDU/Futel e da seleção brasileira de halterofilismo paralímpico.

As provas na categoria de Lara serão neste sábado (19), enquanto as da categoria de Mateus acontecerão na próxima quarta-feira (23).  “Após isso, saberemos se Lara e Mateus conseguiram as tão sonhadas vagas para os Jogos Paralímpicos de Tóquio”, ressaltou o treinador.

Competição em Dubai define situação de paratletas para  os Jogos Paralímpicos 1

Resultados recentes

No mês passado, Lara Lima e Mateus Assis tiveram um excelente desempenho na Copa do Mundo de Halterofilismo da Geórgia. Lara conquistou duas medalhas, ao levantar 90 kg (uma de ouro na categoria “Até 41 kg – Júnior” e uma de bronze na categoria “Até 41 kg – Adulto”), enquanto Mateus obteve uma medalha de prata por “Equipe mista” e ficou em quarto lugar na categoria “Até 107 kg”, ao levantar 213 kg.

Estes resultados têm relação direta com o trabalho desenvolvido pela Futel, que mesmo durante a pandemia, manteve a rotina de treinamento dos paratletas de alto rendimento, com todos os cuidados preventivos necessários, como uso obrigatório de máscara de proteção, distanciamento social e distribuição de álcool em gel.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também